Read Microsoft PowerPoint - ATBEmpiricaPort.ppt text version

Antibioticoterapia

Antibioticoterapia Empírica

Concentração Eficaz Concentraç Droga Adequada Local de Infecção Infecç Custo baixo Sem toxicidade

Helio Autran de Morais, MV, PhD ACVIM (Internal Medicine & Cardiology)

Farmacofobia

É melhor aumentar

dose ou freqüência? freqü

Farmacofobia

Antibióticos dependentes de tempo Antibió

Quanto mais tempo acima da CIM => Maior efeito

CIM

CIM

Farmacofobia

Dependentes da concentração concentraç

Quanto maior a Concentração => Concentraç Maior efeito Efeito pós-antibiótico antibió

CIM

Farmacofobia

Aminoglicosídeos Aminoglicosí

Dependentes da concentração concentraç Mais eficazes uma vez ao dia

Gentamicina

Cães - 10 a 14 mg/kg mg/ Gatos - 5 a 8 mg/kg mg/

Amicacina

Cães - 15 a 30 mg/kg mg/ Gatos - 10 a 15 mg/kg mg/

1

Farmacofobia

Aminoglicosídeos Aminoglicosí

Efeito pós antibiótico antibió Dose uma vez ao dia tem menor nefrotoxicidade Animais imunocomprometidos => diminuir intervalo Animais com IR => aumentar intervalo

Farmacofobia

Beta-lactâmicos Beta- lactâ

Bactericidas lerdos Dependentes do tempo

Mais curto para Gram neg

Gram positivos são mais suscetíveis suscetí

CIM mais baxa

Farmacofobia

Quinolonas

Tempo ou Concentração ?????? Concentraç

Aumento da dose => diminui resistêencia resistê

Farmacofobia

Bacteriostáticos Bacteriostá

Tetraciclinas Sulfas Clindamicina Azitromicina

E. coli e Pasteurella Staphylococcus: dose Staphylococcus: Pseudomonas: dose Pseudomonas: Streptococcus e anaeróbios: NÃO anaeró bios: NÃO

Farmacofobia

Bacteriostáticos Bacteriostá

Dependentes do tempo Mesmo quando tem ação bactericida Azitromicina e sulfas podem ser utilizadas a cada 24 horas

Conheça o Inimigo Conheç

Como as bactérias respondem à bacté terapia?

Gram positivas Gram negativas Anaeróbias Anaeró Intracelulares

2

Conheça o Inimigo Conheç

Gram positivas

Peptidoglicano (PG) no exterior da membrana

Excelente alvo para antibióticos antibió Beta-lactâmicos Beta- lactâ

Conheça o Inimigo Conheç

Beta-lactamase BetaStaphylococcus aureus >> Staphylococcus intermedius

Outras drogas

Sulfa-TMP, clindamicina Sulfa-

Ácido Clavulânico e Sulbactam bloqueiam a beta-lactamase beta-

Conheça o Inimigo Conheç

Gram-negativas GramTêm uma membrana externa que protege os PGs Esta membrana tem poros (canais de porina) ..... porina) Poros são pequenos na Pseudomonas

Conheça o Inimigo Conheç

Lipossolúveis Lipossolú

Tetraciclinas Quinolonas Cloranfenicol Alguns beta-lactâmicos beta-

Penetram canais de porina

Aminoglicosídeos Aminoglicosí

Conheça o Inimigo Conheç

Anaeróbios Anaeró

Grupo heterogêneo

Susceptibilidade antimicrobiana varia

Planeje o Ataque

Dose Intervalo a ser usado Tempo de tratamento Resultados esperados

Clindamicina e metronidazol Penicilinas em gram positivos

3

Antibioticoterapia Empírica Empí

Quando não se sabe o agente

Agente mais provável prová Antibiótico mais eficaz Antibió

Antibioticoterapia Empírica Empí

Quando? Quando?

Início antes do resultado da cultura Iní Cultura negativa Considerações econômicas Consideraç

Quando não se conhece a susceptibilidade

Antibiótico mais eficaz Antibió

Antibioticoterapia Empírica Empí

Desvantagens

Se não houver infecção infecç

Custo Toxicidade

Antibioticoterapia Empírica Empí

Sem idéia do Organismo idé Antibióticos de amplo espectro Antibió Sabendo o Agente Antibióticos eficaz e de baixo Antibió espectro

Se não houver amostras pré-terapia pré

Diagnóstico definitivo Diagnó Mudanças no tratamento Mudanç

Antibioticoterapia Empírica Empí

Chute Científico Cientí

Determine o Agente mais provável prová

Bactérias comuns no local Bacté Ajuda na identificação identificaç

pH da urina

Antibióticoterapia Empírica Antibió Empí

Chute Científico Cientí

Escolha o Antibiótico Antibió

Penetração e concentração local Penetraç concentraç

Barreiras Urina Metabolismo

Gram ?

Positivo x Negativo Cocos x Bastonetes

Eficaz contra as bactérias suspeitas bacté

4

Antibioticoterapia

Barreiras

Hematoencefálica Hematoencefá Hematoprostática Hematoprostá Hematobrônquica Membrana Celular

Infecções intracelulares Infecç

Antibioticoterapia

Infecções Intracelulares Infecç

Brucelose Clamidioses Erliquioses e Anaplasmoses Bartoneloses Micobacterioses Micoplasmoses

Infecções Intracelulares Infecç

Antibiótico tem que entrar na célula Antibió

Quinolonas Tetraciclinas Clindamicina Azitromicina Beta-lactâmicos BetaAminoglicosídeos Aminoglicosí

Trato Urinário Uriná

Bactérias mais comuns Bacté

Gram neg

E. coli, Proteus, Klebsiella, Pseudomonas, Klebsiella, Enterobacter Pasteurella em gatos

Gram pos

Staphylococcus, Streptococcus, Enterococcus

Trato Urinário Uriná

Cistite

Urina Alcalina

Bastonete - Proteus

1) Ampicilina 2) Amoxacilina

Trato Urinário Uriná

Cistite

Urina Ácida

Bastonete - E. coli

1) Sulfa + TMP 2) Amoxa + clavulanato ou Enrofloxacina

Coco - Staphylococcus

1) Amoxacilina + clavulanato 2) Cefalexina

Coco - Streptococcus, Enterococcus Streptococcus,

1) Ampicilina 2) Amoxacilina

5

Trato Urinário Uriná

Pielonefrite

Cultura e sensibilidade Concentração do antibiótico no tecido e Concentraç antibió não na urina Escolha Inicial

Sulfa + TMP Quinolonas

Prostatite

Organismos

E. coli Staphylococuus aureus Klebsiella Proteus Mycoplasma canis ?

Prostatite

Barreira hemato-prostática hemato- prostá

Importante em prostatite crônica Primeira escolha

Sulfa + TMP Enrofloxacina

Prostatite

Barreira hemato-prostática hemato- prostá

Importante em prostatite crônica Opções Opç

Doxiciclina Eritromicina (Gram pos)

Pneumonia

Paciente Estável Está

Tratamento oral em casa Melhora rápida

Pneumonia

Cão

Estável Está

Misto, provável gram neg Misto, prová

Paciente Instável Instá

Tratamento parenteral

Instável Instá

Misto, E. coli Misto,

Gato

Pasteurella, Moraxella, E. coli, Pasteurella, Moraxella, Klebsiella

6

Pneumonia

Primeira escolha

Amoxicilina + Clavulanato Quinolonas

Pneumonia

Opções Opç

Sulfonamidas Cefalosporinas Aminoglicosídeos Aminoglicosí Clindamicina

Trato Respiratório Respirató

Traquéia e Brônquios Traqué

Barreira hemato-bronquial hematoDose mais alta Usar drogas lipossolúveis lipossolú Evitar

Amoxacilina Cefalosporinas

Trato Respiratório Respirató

Traquéia Traqué

Organismos mais comuns

Bordetella Mycoplasma

Brônquios

Organismos mais comuns

Misto entre Traquéia e Pulmão Traqué

Trato Respiratório Respirató

Traquéia Traqué

Antibióticos Antibió

Doxiciclina Enrofloxacina Amoxacilina + clavulanato pode ser usada

Trato Respiratório Respirató

Traquéia Traqué

Bordetella

Amoxacilina + Clavulanato Sulfa + TMP Doxiciclina Enrofloxacina

7

Pleura

Piotórax Piotó

Organismos mais comuns

Pasteurella (gatos) Actynomyces Nocardia B. fragillis

Pleura

Piotórax Piotó

Antibióticos Antibió

Sulbactam + Ampicilina

(22 mg/kg de Ampicilina cada 8 horas) horas)

Amoxacilina + Clavulanato Clindamicina (11 mg/kg cada 12 horas) + horas) Enrofloxacina (2,5 - 5,0 mg/Kg cada 12

horas) horas)

Pleura

Piotórax Piotó

Pacientes com lesão pulmonar Grânulos amarelados Organismos filamentosos Ziehl-Nielsen pos: Nocardia ZiehlSulfa + TMP, Tetraciclinas, Tetraciclinas, Aminoglicosídeos Aminoglicosí

Pleura

Piotórax Piotó

Pacientes com lesão pulmonar Grânulos amarelados Organismos filamentosos Ziehl-Nielsen neg: Actinomyces Ziehlneg:

Penicilinas

Sistema Nervoso

Barreira hemato-encefálica hemato- encefá

Boa penetração penetraç

Sulfa + TMP Metronidazol

Sistema Nervoso

Barreira hemato-encefálica hemato- encefá

Penetração intermediária Penetraç intermediá

Ampicilina Cefatriaxona Quinolonas Tetraciclinas

8

Sistema Nervoso

Barreira hemato-encefálica hemato- encefá

Não penetram

Cefalosporinas (I geração) geraç ão) Aminoglicosídeos Aminoglicosí Eritromicina

Sistema Nervoso

Antibioticoterapia Empírica Empí

Iniciar com:

Ampicilina Ceftriaxona

Depois da melhora

Ceftriaxona Quinolonas Sulfa + TMP para terapia prolongada

Sistema Cardiovascular

Endocardite Bacteriana

Organismos

Staphylococcus intermedius Streptococcus Beta-hemolítico Beta- hemolí E. coli Anaeróbios Anaeró Bartonella

Sistema Cardiovascular

Endocardite Bacteriana

Não sei nada

Amicacina + amoxicilina Ciprofloxacina + amoxicilina

Gram positivas

Cefalosporinas, Aminoglicosídeos Cefalosporinas, Aminoglicosí

Sistema Cardiovascular

Endocardite Bacteriana

Gram negativas

Aminoglicosídeos, cefalosporinas Aminoglicosí deos, Bartonella - Doxiciclina

Pele

Organismo

Staphylococcus intermedius

Antibiótico Antibió

Cefalexina Cefatrioxona Cefovexina

Anaeróbios Anaeró

Amoxacilina, Metronidazol, Clindamicina Amoxacilina, Metronidazol,

9

Conclusões

Quando não se sabe o organismo deve-se escolher o antibiótico com deveantibió base:

Bactérias mais prováveis no local Bacté prová Antibiótico com boa penetração Antibió penetraç

Conclusões

A escolha empírica do Antibiótico, empí Antibió tico, quando bem feita, aumenta as feita, chances de sucesso da terapia Antibioticoterapia Empírica não é Empí desculpa para não se identificar o agente

10

Information

Microsoft PowerPoint - ATBEmpiricaPort.ppt

10 pages

Find more like this

Report File (DMCA)

Our content is added by our users. We aim to remove reported files within 1 working day. Please use this link to notify us:

Report this file as copyright or inappropriate

255024