Read folder-cte.pdf text version

ÍNDICE

Apresentação Institucional

Pág. 03

Apresentação dos serviços que a CTE oferece

Pág. 04

Cursos para a Educação Infantil - 0 a 5 anos

Pág. 05

Cursos para o Ensino Fundamental - anos iniciais

Pág. 06 e 07

Cursos para o Ensino Fundamental - anos finais

Pág. 07

Cursos para especialistas e comum a todos os interesses

Pág. 08 a 12

Cursos na área de Educação Especial e Inclusiva

Pág 13

Palestras

Pág. 14

Cursos na área Administrativa Pública Municipal

Pág. 15 e 16

Anotações

Pág. 17 a 20

APRESENTAÇÃO INSTITUCIONAL

A CTE ­ Consultoria Técnica Educacional faz parte da história dos avanços da educação em todo o Brasil. São centenas de municípios já atendidos por nós, seja através da Formação Continuada para Educadores, assessoramento ou consultorias prestadas a Secretarias de Educação de municípios de pequeno, médio e grande porte. A nossa extensa folha de serviços prestados é toda comprovada por declarações de Atestados de Capacidade Técnica. A CTE oferece diversos cursos de capacitação em todos os níveis e modalidades da educação: infantil, ensinos fundamental, médio e superior, educação de jovens e adultos, educação de alunos com necessidades educacionais especiais, cursos para gestão educacional, supervisão, secretaria escolar e área administrativa. A CTE ­ Consultoria Técnica Educacional , que há 40 anos atua na área educacional, espera contar com a sua parceria, para que possamos, juntos, construir uma educação de qualidade.

Pág. 3

APRESENTAÇÃO DOS SERVIÇOS

SERVIÇOS QUE A CTE OFERECE

A CTE oferece uma série de serviços para quem quer administrar dentro das novas legislações e, assim garantir a inclusão do município em programas federais e estaduais. Siga o caminho de quem quer fazer uma administração moderna e de qualidade. Contrate os serviços da CTE:

* Consultoria nas áreas de gestão educacional e administração pública: planejamento estratégico, assessoria à rede municipal de educação, através de encontros sistemáticos, de forma a acompanhar e avaliar as fases de implantação e implementação de projetos; * Sistema Municipal de Ensino: assessoria para implementação e operacionalização; * Plano Decenal Municipal de Educação. Assessoria completa, desde os primeiros passos até a montagem do Fórum Municipal. * Elaboração da proposta curricular do município e das escolas; * Orientação no passo a passo para implantação das ações do PDE (Diagnóstico, Conselho, PAR); * Serviço de valorização do profissional da educação através da formação continuada presencial e a distância; * Pós-Graduação Lato Sensu a distância em Psicopedagogia - 420 HORAS * Orientação na construção do PPP ­ Projeto Político Pedagógico; * Elaboração de projetos direcionados para o FNDE; * Elaboração do Estatuto do Magistério e do Plano de Cargos e Salários; * Concurso público: organização e execução de todas as fases do edital à divulgação dos resultados; * Cursos na Área Administrativa Pública Municipal (contabilidade, licitação, tesouraria, administração pública).

Pág. 4

CURSOS DE CAPACITAÇÃO

Construção do processo das relações interpessoais: autoestima ­ Puericultura - Primeiros socorros - Noções de desenvolvimento psicossocial infantil - A importância do brincar: atividades lúdicas, contar histórias e músicas - O ambiente alfabetizador - Estimulação essencial no cotidiano da creche - A ação pedagógica com crianças hiperativas - Oficinas . Público-alvo: Pedagogos, educadores de creche, educadores da Educação Infantil. Quem é a criança e o profissional dessa parte da formação - Aprendizagem/ desenvolvimento infantil - O brincar como linguagem privilegiada - As linguagens da criança - Construção da identidade e da autonomia - A rotina - Educar e cuidar em sua indissociabilidade no ato pedagógico - Organização dos espaços e tempo na instituição - Adaptação das crianças - A participação da família na instituição. Público-alvo: Pedagogos, educadores de creche, educadores da Educação Infantil. Abordagens sobre teorias do conhecimento - As linguagens do conhecimento de mundo: linguagem oral e escrita, música, movimento, matemática, natureza e sociedade, artes visuais - Desenvolvimento e aprendizagem - Identidade e autonomia - Bandinha rítmica - Coral infantil - O brincar - Folclore - Literatura na Educação Infantil - Organização do tempo e do espaço - Oficinas e práticas pedagógicas inovadoras. (3 a 5 anos). Público-alvo: Diretores, pedagogos, educadores da Educação Infantil. EDUCAÇÃO ESPECIAL E INCLUSÃO: DESPERTAR DE UMA NOVA CONSCIÊNCIA Resiliência e Educação: formação do docente numa perspectiva inter e transdisciplinar - Caracterização, atendimento e orientação ao portador de necessidades educativas especiais: física, mental, auditiva, visual, múltiplas e condutas típicas - Compreendendo o TDAH: histórico, conceito, diagnóstico, estratégias e desenvolvimento - Educação e intervenção escolar: programação, estratégias. Público-alvo: Diretores, pedagogos, educadores da Educação Infantil. O ensino para as competências ­ A construção da autonomia moral e intelectual ­ Rompendo limites: disciplina ou indisciplina ­ O elogio como formador da personalidade ­ Sala de aula e suas implicações ­ Pequenos grupos gestores ­ Função semiótica: o que é e como trabalhar ­ A aquisição dos diferentes tipos de conhecimento ­ Oficinas. Público-alvo: Pedagogos, educadores da Educação Infantil e dos anos iniciais do Ensino Fundamental. O Ensino da Arte no Brasil e perspectivas - Teoria e prática das artes nas escolas ­ O fazer artístico ­ A arte como expressão e comunicação ­ Apreciação em Artes Visuais ­ Expressão artística: da garatuja à arte do adolescente ­ Avaliação ­ Vivências de oficinas artísticas. Público-alvo: Pedagogos, educadores da Educação Infantil, educadores dos anos iniciais do Ensino Fundamental. Contexto histórico - Funções e importância do conto - Tipos de contos: popular e literário - Atividades de expressão, entonação de voz, ritmo, improvisação, memorização, imaginação e criação - Estratégias para: memorização, preâmbulo, inicialização e finalização do conto. Público-alvo: Pedagogos, educadores da Educação Infantil, Ensino Fundamental, profissionais que atuam na biblioteca. Interdisciplinaridade e música no universo infantil - Música e Literatura Infantil - Lendo, escrevendo, compondo e alfabetizando com música Música e Desenho - Música e Matemática. Público-alvo: Diretores, pedagogos, educadores da Educação Infantil.

A CRECHE COMO ESPAÇO EDUCACIONAL

DESCOBRINDO E RECRIANDO O COTIDIANO DA CRIANÇA

EDUCAÇÃO ESPECIAL E INCLUSÃO NA ED. INFANTIL

SALA DE AULA ­ ESPAÇO DE GESTÃO DE CONFLITOS

A ARTE E SEU PAPEL NA EDUCAÇÃO

CONTAÇÃO DE HISTÓRIAS: QUEM TECE UM PONTO, CONTA UM CONTO

VAMOS CANTAR?

CARGA HORÁRIA DE CADA CURSO: 40 HORAS/AULA

Pág. 5

EDUCAÇÃO INFANTIL - 0 a 5 anos

EDUCAÇÃO INFANTIL E AS LINGUAGENS DO CONHECIMENTO DE MUNDO

CURSOS DE CAPACITAÇÃO

Conceito de alfabetização e letramento - A construção da escrita: psicogênese da língua escrita (implicações pedagógicas) - Metodologia alternativa para alunos com dificuldades na leitura e escrita (atividades de análise de palavras) ­ Construindo a competência leitora ­ O trabalho com diferentes gêneros textuais ­ Oficina de produção de textos - Jogos linguísticos - Variações de escrita x Erro ortográfico - Categorização/Oficina de intervenção ortográfica. Público-alvo: Pedagogos, educadores da Educação Infantil, educadores do Ensino Fundamental. Construindo a competência leitora - A escrita e a sua importância como prática social e cultural - Compreendendo a ortografia no processo de alfabetização - Metodologia alternativa para alunos com dificuldades na leitura e escrita (atividades de análise de palavras) ­ O papel da consciência fonológica para o aprendizado da leitura, escrita e ortografia ­ A apropriação das regras ortográficas - O aluno revisor do próprio texto ­ O trabalho com diferentes gêneros textuais ­ Oficina de produção de textos - Jogos linguísticos. Público-alvo: Educadores dos anos iniciais do Ensino Fundamental. Regras básicas de segurança em laboratório - O laboratório como alternativa de atividades educativas - Material de laboratório tradicional e material alternativo - Reagentes alternativos em laboratório - Construção de material alternativo para laboratório (vidrarias, materiais de ciências, química e física) - A cozinha como modelo de laboratório - Montagem de atividades práticas em ciências Confecção de materiais educativos complementares em sala de aula - Modelos de relatórios de atividades práticas - Atividades práticas complementares de ciências como jogos pedagógicos e trabalhos de campo. Público-alvo: Educadores dos anos iniciais do Ensino Fundamental. O objetivo da avaliação sistêmica, a responsabilidade de cada ano; analisando na prática os 28 descritores da Prova Brasil: espaço e forma, números e operações, grandezas e medidas, tratamento da informação. Como interpretar a avaliação e quais intervenções devem ser feitas para o desenvolvimento das habilidades e competências. O envolvimento de todos os anos iniciais nesse processo de desenvolvimento da criança. Público-alvo: Educadores dos anos iniciais do Ensino Fundamental. A escrita e a sua importância como prática social e cultural ­ Leitura de texto literário: leitura compartilhada e os diferentes espaços de leitura ­ Oficina de práticas de leitura ­ Metodologia alternativa para alunos com dificuldades na leitura e escrita focando os conflitos e atividades para superação dos mesmos ­ O trabalho com diferentes gêneros textuais ­ Produção de Textos: planejar, textualizar, revisar e editar - Que intervenções fazer nas produções de texto?- Como trabalhar a questão ortográfica? Público-alvo: Educadores dos anos iniciais do Ensino Fundamental. O jogo no desenvolvimento do raciocínio lógico-matemático: xadrez, dama, baralho e dominó (convencionais e preparados), dados, varetas ­ Tangram e origami: fração e geometria ­ A arte e a matemática ­ Desafios e quebra-cabeças - Resolução de problemas e operações. Público-alvo: Pedagogos, educadores dos anos iniciais do Ensino Fundamental.

ALFABETIZAR LETRANDO

ALFABETIZAÇÃO, ESCRITA E A QUESTÃO DA ORTOGRAFIA

ATIVIDADES PRÁTICAS DE CIÊNCIAS

MATEMÁTICA E A PROVA BRASIL ­ OBSTÁCULOS POSSÍVEIS DE VENCER

ALFABETIZAÇÃO E A CONSTRUÇÃO DA COMPETÊNCIA LEITORA

MATEMÁTICA, DIVERSÃO E ARTE

CARGA HORÁRIA DE CADA CURSO: 40 HORAS/AULA

Pág. 6

ENSINO FUNDAMENTAL - ANOS INICIAIS

CURSOS DE CAPACITAÇÃO

PDE/IDEB -AVALIAÇÕES SISTÊMICAS E O PROCESSO DE INTERVENÇÃO PEDAGÓGICA

Avaliações sistêmicas: PROEB e PROALFA (SIMAVE) / ANEB (SAEB) e ANRESC (Prova Brasil) - Indicadores de qualidade em educação e o eixo organizador da ação educativa na escola - Trabalho coletivo, tomada de decisões e processo de mudança - Gestão da sala de aula: planejamento, avaliação e intervenção (sequência didática, rotina semanal, agrupamentos produtivos, ambiente alfabetizador e formador) - Fortalecimento das relações interpessoais no cotidiano escolar.Público-alvo: Pedagogos, educadores dos anos iniciais do Ensino Fundamental.

TRANSFORMANDO AULAS EM MOMENTOS INESQUECÍVEIS

Uma visão curiosa da profissão: os diferentes tipos de professores ­ O professor que encanta ­ Descobrindo o professor que você é - Rompendo bloqueios e paradigmas: ações não convencionais em sala de aula ­ Saindo da mesmice ­ Adquirindo coragem para inovar - Desenvolvimento do potencial criativo ­ Jogos e atividades para desenvolver sua performance ­ A ousadia no planejamento das aulas. Público-alvo: Diretores, pedagogos, educadores dos anos finais do Ensino Fundamental. A importância do trabalho com a literatura para desenvolver o gosto pela leitura - A leitura no cotidiano escolar - Estratégias para síntese, análise e compreensão textual - Como formar o aluno leitor - Análise dos textos literários nos livros didáticos - Leitura e interdisciplinaridade - Leitura crítica - A ilustração como recurso na leitura - A memória durante a leitura - O trabalho com diferentes gêneros textuais na sala de aula - Leitura corporal - A música como parceira nas práticas de leitura e produção de textos - Oficinas e práticas pedagógicas - Oficina de produção de textos - Analisando a ortografia - Jogos ortográficos. Público-alvo: Diretores, pedagogos, educadores dos anos finais do Ensino Fundamental. Contrução de conceitos básicos de geometria através de origami, mosaicos, tangram, caixas de embalagens e jogos - Mandalas: desenhando e bordando curvas através de retas - um aprendizado que desperta o gosto pela Geometria e aflora o potencial artístico do aluno e do professor. Público-alvo: Pedagogos e educadores dos anos finais do Ensino Fundamental. Implantação da correção do Fluxo Escolar - Conduzindo classes de Aceleração da Aprendizagem - Metodologia do Programa de Aceleração da Aprendizagem - Pedagogia do sucesso - A importância da auto - estima - Orientação para o professor / coordenador pedagógico - Estratégias de aprendizagem significativa - Projetos de intervenção pedagógica / Interdisciplinaridade - Dinâmicas / práticas de trabalho - Avaliação Mediadora: diagnóstica, contínua, progressiva. Público-alvo: Pedagogos e educadores dos anos finais do Ensino Fundamental. Inovações educacionais e conhecimento: o que é e como ensinar ­ Pedagogia e a Neurociência - Pedagogia de Projetos: o disciplinar, o multidisciplinar, o interdisciplinar e o transdisciplinar - Os Indicadores de Qualidade em Educação (MEC): o eixo organizador da ação educativa na escola - Trabalho coletivo, tomada de decisões e processo de mudança - Gestão da sala de aula: planejamento, avaliação e intervenção - Sequência didática, rotina semanal, agrupamentos produtivos, ambiente alfabetizador e formador ­ O fortalecimento das relações interpessoais no cotidiano escolar. Público-alvo: Educadores dos anos finais do Ensino Fundamental.

GEOMETRIA COM ARTE

ACELERAÇÃO DA APRENDIZAGEM

O DESAFIO DE EDUCAR EM TRÊS TEMPOS E A GESTÃO DOS PROCESSOS PEDAGÓGICOS ESCOLARES

CARGA HORÁRIA DE CADA CURSO: 40 HORAS/AULA

Pág. 7

ENSINO FUNDAMENTAL - ANOS FINAIS

PROFESSORES FORMADORES DE ALUNOS LEITORES E PRODUTORES DE TEXTOS

CURSOS DE CAPACITAÇÃO

O PROFESSOR REFLEXIVO: REPENSANDO SUA PRÁTICA

O paradigma do professor reflexivo - Desafios para a prática docente - O professor de hoje - Ética profissional - Reflexão X ação - Motivação e Ensino - Características do professor reflexivo - Benefícios das práticas reflexivas - Educar para a Liberdade - Autoridade X Autoritarismo - Desenvolvendo competências ­ Exercendo autonomia - A escola reflexiva. Público-alvo: Pedagogos e educadores da Educação Básica. Relações interpessoais - Inteligência emocional - Percepção de si e do outro Lidando com as diferenças - Desenvolvendo o espírito de equipe - Transformando grupos em equipes - Relações na escola: professor, aluno e família - Comunicação eficaz - Barreiras à comunicação - Administração de conflitos - A arte de ouvir e ser ouvido - A importância do feedback. Público-alvo: Pedagogos e educadores da Educação Básica.

TRABALHO EM EQUIPE E COMUNICAÇÃO

BIBLIOTECA VIVA

DESAFIOS DO COTIDIANO ESCOLAR: INDISCIPLINA E BULLYING

Escola e família no contexto da contemporaneidade - Violência social, urbana e familiar no Brasil Contemporâneo - A (in)disciplina escolar - A crise dos sentidos e dos limites - Comunicação verbal e não-verbal na sala de aula - Planejamento de estratégias de prevenção dos problemas de disciplina - Propostas de intervenção direta nos problemas de disciplina - O que é o fenômeno bullying? - Formas de manifestação, critérios para identificação do comportamento do bullying - Causas do comportamento e os fatores que propiciam a banalização e legitimização do bullying - Perfil dos envolvidos na situação de violência - Consequências do bullying para os envolvidos - Programas e estratégias de intervenção e prevenção do fenômeno bullying. Público-alvo:Pedagogos e educadores da Educação Básica. O Ensino da Arte no Brasil e perspectivas - Teoria e prática das artes nas escolas - O fazer artístico ­ A arte como expressão e comunicação ­ Apreciação em Artes Visuais ­ Expressão artística: da garatuja à arte do adolescente ­ Avaliação ­ Vivências de oficinas artísticas.Público-alvo: Pedagogos e educadores da Educação Básica. LEI Nº 11.769: obrigatoriedade do ensino da música na educação básica - O ensino da Música na Educação Infantil e na Escola Fundamental: interação da Música com outras linguagens do conhecimento - Alfabetização musical / Propriedades do som - Contribuições da música para o desenvolvimento global da criança - Pesquisa de fontes sonora, criação e interação com instrumentos musicais, bandinha de percussão - Práticas Pedagógicas: oficinas de música e movimento - Conhecimentos musicais teóricos e práticos fundamentados em princípios de interdisciplinaridade, contextualização histórica, relevância social, sensibilidade artística e afetiva - Jogos, Brinquedos e Brincadeiras: aspectos conceituais e históricos - A Música na diversidade e multiculturalidade da sociedade brasileira: superação de exclusões sociais, étnico-raciais, cognitivas, culturais, religiosas e outras - Danças folclóricas regionais: influências Indígenas, africanas e européias Classificação dos instrumentos segundo etnomusicólogos Coral infantil, canto uma expressão: princípios básicos de técnica vocal. Público-alvo: Pedagogos e educadores da Educação Básica.

A ARTE E SEU PAPEL NA EDUCAÇÃO

O ENSINO DA MÚSICA NA EDUCAÇÃO BÁSICA

CARGA HORÁRIA DE CADA CURSO: 40 HORAS/AULA

Pág. 8

ESPECIALISTAS E COMUM A TODOS OS INTERESSES

Espaço físico e organização - Estudo da comunidade - Acervo: aquisição, avaliação, descarte, conservação e preservação - Catalogação e classificação - Serviços aos usuários - Pesquisa escolar - A informática na biblioteca - Classificação - Promoção de leitura - Introdução à arte de contar histórias. Público-alvo: Pedagogos e auxiliares de biblioteca.

CURSOS DE CAPACITAÇÃO

EDUCAÇÃO AMBIENTAL NA SALA DE AULA

O meio ambiente em todas as áreas - O aquecimento global - O efeito estufa -Sustentabilidade - Educação ambiental -Consumo - Comércio justo - Meio ambiente e suas referências na legislação educacional (LDB, PCN, Leis Federais) - Agenda 21 - Alfabetização Ecológica - A preservação começa dentro da escola - Resgate de valores humanos - Dinâmicas e oficinas para a abordagem do tema. Público-alvo: Pedagogos e educadores da Educação Básica. A construção de práticas experimentais de ciências com material reciclável e de baixo custo - A importância do ensino de Ciências e sua relação com o desenvolvimento tecnológico - A energia e as transformações em nosso mundo: o funcionamento das usinas de energia - O mundo micro e macroscópico - A ciência dos sentidos - A água, o ar e o sol - O planeta Terra: um ímã gigantesco. Público-alvo: Pedagogos e educadores da Educação Básica.

PRÁTICAS DE CIÊNCIAS - MATERIAL ALTERNATIVO

EJA: NOVOS TEMPOS, NOVOS ESPAÇOS E NOVAS APRENDIZAGENS

História e concepções da EJA - Paulo Freire e a educação de adultos - Os Sujeitos da EJA - A formação de Educadores de EJA - Educação Popular e sua interface com a EJA - As diversas linguagens na EJA: Matemática, letramento e a relação com a cidade e seus espaços sociais e culturais - O jovem, o adulto e o conhecimento - A EJA e o FUNDEB - As Diretrizes Curriculares Nacionais. Público-alvo: Pedagogos e educadores da EJA. Proposta Curricular do Estado de Minas Gerais ­ CBC - Fundamentação teórica do CBC - Planejamento por Eixo Temático - Avaliação na perspectiva da proposta curricular - Prova operatória. Público-alvo: Pedagogos e educadores da Educação Básica. Ética profissional - Atendimento ao público - Lei Federal 9394/96 e legislação vigente - Organização e funcionamento das instituições educacionais - Ens. Fundamental de 9 anos - Diretrizes Curriculares Nacionais de todos os níveis de ensino - Regimento Escolar e Proposta Pedagógica - Escrituração Escolar: arquivo, matrícula, transferência, classificação e reclassificação, quadro curricular e registro de histórico escolar. Público-alvo: Pedagogos, secretários escolares e interessados em qualificação profissional. Padrões de Competências do Diretor de Escola Pública: Planejamento estratégico e o aprimoramento da escola, o processo pedagógico e a qualidade do ensino, o desenvolvimento da equipe e o fortalecimento da autonomia, a administração da escola e a gestão participativa, o fortalecimento e a ampliação da escola com a comunidade ­ Legislações vigentes aplicadas à Gestão Democrática. Público-alvo: Diretores, vice-diretores e supervisores. Motivos e leis que amparam o trabalho da educação sexual-ES nas escolas Valorização dos relacionamentos entre educadores e educandos - Aspectos pedagógicos, biológicos e psicológicos da ES - Histórico da sexualidade na evolução e relacionamento humano - Noções básicas dos direitos sexuais e reprodutivos - Paradigmas /dogmas relacionados à educação sexual - Relações de gênero Respeito pelas diferenças étnicas, socioculturais e religiosas - Sexo, sexualidade e doenças sexualmente transmissíveis - Anticoncepção na adolescência Adolescência e família - Pedofilia - Abuso sexual infantil - Metodologias para trabalhar com os temas. Público-alvo: Pedagogos e educadores da Educação Básica.

CBC - CONTEÚDO BÁSICO COMUM

SECRETÁRIO ESCOLAR E OS NOVOS PARADIGMAS DA EDUCAÇÃO BRASILEIRA

GESTÃO DA ESCOLA PÚBLICA

EDUCAÇÃO SEXUAL

CARGA HORÁRIA DE CADA CURSO: 40 HORAS/AULA

Pág. 9

ESPECIALISTAS E COMUM A TODOS OS INTERESSES

O TOM, O SOM E O SABOR DA CULTURA AFRO-BRASILEIRA

A Cultura Afro-Brasileira: história, cultura e conhecimento (arte, religião, cozinha, música, dança, folclore). Oficinas. Público-alvo: Pedagogos e educadores da Educação Básica.

CURSOS DE CAPACITAÇÃO

Conceituação sobre merenda escolar e o Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE) - Importância e atribuições da merendeira/cantineira no âmbito escolar - Segurança alimentar - Mecanismos básicos de alterações de alimentos - Doenças de origem alimentar: classificação e fontes de contaminação - Boas práticas na Conceituação sobre merenda escolar e o Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE) - manipulação de alimentos - Medidas e métodos de higiene - Pontos fundamentais na higienização - Higienização de ambientes, utensílios, equipamentos - Higiene dos alimentos - Higiene do manipulador e comportamento pessoal - Cuidados com o lixo - Medidas para controle de pragas - Caracterização das principais etapas na manipulação dos alimentos - Armazenamento de alimentos, prazo de validade - Educação alimentar e Nutricional: importância na alimentação, necessidades nutricionais de crianças e adolescentes, função dos nutrientes, pirâmide alimentar - Planejamento de cardápios: fatores de influência, medidas de equivalência, fator de correção, fator de cocção, per capta, valores nutricionais - Reaproveitamento de alimentos: vantagens, como evitar o desperdício, sobras e restos, critérios para uso de sobras - Uso da soja na merenda escolar. Público-alvo: Cantineiras e auxiliares de serviços gerais. Jogos dramáticos - expressão corporal, vocal e verbal - construção de cenas curtas a partir da improvisação - o lúdico e o teatro - desinibição através do teatro introdução das artes cênicas na sala de aula - o exercício da comunicação através do teatro - a teoria teatral na sala de aula. Público-alvo: Pedagogos e educadores da Educação Básica. O papel de toda a comunidade escolar diante da indisciplina - A comunicação Interpessoal - O processo da comunicação interpessoal - Aprimorando as relações interpessoais - Trabalhando o feedback - Entendendo a criança e o adolescente - A organização do trabalho do assistente escolar - Autoridade x autoritarismo Lidando com limites - Relações éticas no trabalho. Público-alvo: Disciplinários e seguranças escolares. Alfabetização cartográfica para século XXI - Os mapas através dos tempos Elementos dos mapas: bases e conceitos - Análise e interpretação de documentos cartográficos - Atividades práticas para o ensino fundamental - Expressão gráfica no dia-a-dia, como utilizar - Trabalhos transdisciplinares: ensino e aprendizagem pelos mapas - Ambientes virtuais de aprendizagem na cartografia. Público-alvo: Pedagogos e educadores da Educação Básica. O computador como metodologia educativa - Interfaces digitais interativas na educação: e-mail, blog, msn, escrita colaborativa - Metodologia de organização e apresentação do power point - Mecanismos de pesquisa na internet, objetos de aprendizagem - O uso criativo de softwares educativos e ambientes virtuais pedagógicos. Público-alvo: Pedagogos e educadores da Educação Básica. Comunicação Interpessoal - O processo da comunicação - A comunicação no ambiente profissional - Competência técnica x competência interpessoal Autopercepção x autoconhecimento - Dimensões interpessoais: comunicação eficaz ­ Assertividade - feedback, flexibilidade perceptiva ­ Empatia - Estratégias comportamentais para o desenvolvimento pessoal e profissional ­ Motivação ­ Liderança - A ética nas relações de trabalho. Público-alvo: Funcionários administrativos, pedagogos e educadores da Educação Básica.

CURSO PARA CANTINEIRAS E AUXILIARES DE SERVIÇOS GERAIS

ARTES CÊNICAS COMUNICAÇÃO E CRIATIVIDADE NO FAZER PEDAGÓGICO

DISCIPLINÁRIO ESCOLAR ­ EDUCANDO NA MEDIDA CERTA

MAPAS ­ ALFABETIZAÇÃO GRÁFICA E CARTOGRÁFICA

O COMPUTADOR E A GRANDE REDE DE APRENDIZAGEM

DESENVOLVIMENTO PESSOAL E PROFISSIONAL: APRIMORANDO AS RELAÇÕES HUMANAS NA VIDA E NO TRABALHO

CARGA HORÁRIA DE CADA CURSO: 40 HORAS/AULA

Pág. 10

ESPECIALISTAS E COMUM A TODOS OS INTERESSES

CURSOS DE CAPACITAÇÃO

O PPP ­ Projeto Político Pedagógico é um instrumento teórico-metodológico para intervenção e mudança da realidade. Sua construção deverá permitir o encontro, a reflexão e a ação transformadora sobre a realidade. É constituído de três Eixos Centrais, o Conceitual, o Situacional e o Operacional. O eixo Conceitual contém a idealização, o sonho de futuro, os princípios e valores, a ética, a concepção de sociedade e de ser humano. O eixo Situacional refere-se às características presentes do contexto, um diagnóstico da realidade sócio-educacional local. O eixo Operacional é a proposta de ação: proposta curricular, organização da escola e do trabalho, processos de avaliação. Público-alvo: Diretores, pedagogos e educadores da Educação Básica. A criança, o movimento, a criatividade, a música, os jogos, o brinquedo e o esporte - Dinâmicas recreativas para pequenos espaços - Choveu? Crie a atividade Gincanas de salão - Cooperação X Competição - Do jogo informal ao pré-esportivo - Recreação e motivação - Iniciação desportiva universal - Jogos de limitação. Público-alvo: Educadores da Educação Básica. Desenvolvimento das aulas - Disciplina em sala de aula - Manejo de classe Metodologia diferenciada e práticas pedagógicas - Comprometimento com a aprendizagem do aluno - Respeito aos alunos e colegas. Público-alvo: Pedagogos e educadores da Educação Básica. Introdução a Neurociências (aspectos neuroanatomicos): neurobiologia da linguagem, aprendizagem, memória, atenção e seus distúrbios - Estados da Consciência: sono, percepção e sensações - Raciocínio e inteligência, criatividade e funções executivas - Contribuições da Neurociências no cotidiano escolar. Público-alvo: Pedagogos e educadores da Educação Básica. Aspectos gerais sobre a operacionalização do FUNDEB - Parâmetros operacionais: distribuição, repasse, utilização, acompanhamento e fiscalização dos recursos do FUNDEB pelos municípios - Plano de Carreira dos Profissionais da Educação: diretrizes para elaboração e adequação - Organização do quadro dos profissionais da Educação - Avaliação de desempenho e valorização da carreira da Educação. Público-alvo: Secretários Municipais de Educação. Definições, conceitos e exemplos prático - Em que organizações o empreendedorismo se aplica - Identificando o empreendedor X o administrador - O empreendedorismo no mundo e no Brasil - Características e tipos de empreendedores - Perfil do empreendedor - O Empreendedorismo na Escola O Professor Empreendedor - O aluno Empreendedor - Ideias X oportunidades - Por que as empresas buscam novas oportunidades? - Onde estão as grandes oportunidades? - O que é plano de negócios - A importância do planejamento - O objetivo, a importância e o público-alvo - As principais seções e os aspectos essenciais - Elaborando um plano de negócios na prática. Público-alvo: Pedagogos e educadores da Educação Básica. Caracterizando a escola - O papel do pedagogo na escola - Liderança Competências/habilidades/conteúdo - Diagnóstico (necessidades) - Planejamento - Currículo e interdisciplinaridade - Conselho de classe - Os projetos de trabalho: uma forma de organizar os conhecimentos - PPP (visão geral) - Orientação, acompanhamento e avaliação do trabalho docente. Público-alvo: Diretores e pedagogos.

CONSTRUÇÃO DO PPP

EDUCAÇÃO FÍSICA COOPERAÇÃO OU COMPETIÇÃO?

PRÁTICAS PEDAGÓGICAS

MECANISMOS DO SABER: CONTRIBUIÇÕES DA NEUROCIÊNCIAS À EDUCAÇÃO

DIRETRIZES PARA A ORGANIZAÇÃO E FUNCIONAMENTO DA EDUCAÇÃO MUNICIPAL

EMPREENDEDORISMO

PEDAGOGO E AS NOVAS PRÁTICAS EDUCACIONAIS

CARGA HORÁRIA DE CADA CURSO: 40 HORAS/AULA

Pág. 11

ESPECIALISTAS E COMUM A TODOS OS INTERESSES

CURSOS DE CAPACITAÇÃO

Competências e habilidades - O olhar do observador - Necessidades - Avaliação: a prova, a prova operatória, a prova como instrumento de avaliação, a avaliação, o que é mesmo o ato de avaliar a aprendizagem?, elaboração de provas segundo os critérios do Simave - Avaliação formativa - Os vários instrumentos de avaliação - O portfólio na avaliação escolar - Inventário das inteligências múltiplas - Múltiplas inteligências - Que características ajudam a construir a melhoria das escolas? Público-alvo: Diretores e pedagogos. Regras de acentuação - A acentuação e o Acordo de Unificação Ortográfico - A arte de tentar assimilar o oficial - Da necessidade de um padrão - As muitas confusões (oficiais ou não) - Será que ninguém mais sabe o idioma? - Uma possível regra única de acentuação gráfica é possível? - Generalidades: as leis da ortografia e uma enunciação inicial da regra única - Analisando as vogais - Posição das vogais, terminações fracas e o primeiro motivo de desvio determinante da acentuação gráfica - Simplificação de regras - Desvio de tonicidade e um ex-caso de clareza gráfica - O dilema do trema - Desvio de timbre - Abolida a ideia de diferença por clareza gráfica - Simplificação de regras II - Nasalização e tonicidade pelo til Diferenciais - Marca morfossintática da crase - Conclusão: Regra única. Público-alvo: Educadores da Educação Básica.

PEDAGOGO E A AVALIAÇÃO

REFORMA ORTOGRÁFICA

PROGRAMA SAÚDE VOCAL PARA O EDUCADOR

Produção da voz - Saúde Vocal - Bem estar Vocal - Aquecimento e Desaquecimento - Comunicação Eficaz. Público-alvo: Educadores da Educação Básica.

PAR IMPLEMENTAÇÃO DAS AÇÕES

Assessoria na implementação das ações: elaboração de projetos educacionais, formação de educadores e pessoal de apoio, práticas pedagógicas e avaliativas. Público-alvo: Secretários Municipais de Educação.

PLANO DECENAL MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO

Elaboração do Plano Decenal Municipal de Educação, a partir do diagnóstico, bem como orientação e acompanhamento para fins de atender as necessidades reais do município. Público-alvo: Secretários Municipais de Educação.

CARGA HORÁRIA DE CADA CURSO: 40 HORAS/AULA

Pág. 12

ESPECIALISTAS E COMUM A TODOS OS INTERESSES

CURSOS DE CAPACITAÇÃO

O educador e a resiliência - Desenvolvimento humano e aprendizagem Caracterização, atendimento e orientação ao portador de necessidades especiais: física, mental, auditivo, visual, múltiplas e condutas típicas - Programação pedagógica e adequações curriculares - Inclusão: o conceito, o professor e a diversidade em sala de aula, estratégias de intervenção - A Escola Especial no contexto da inclusão - Compreendendo o TDAH: histórico, conceito, diagnóstico e desenvolvimento. Público-alvo: Pedagogos e educadores da Educação Básica. Conceitos e características gerais ­ Tipos de dificuldades de aprendizagem Terminologia e classificação ­ Hiperatividade (TDAH) - Depressão infantil - Stress infantil - Possíveis causas - Intervenções - Educação inclusiva. Público-alvo: Pedagogos e educadores da Educação Básica. Inclusão: influências na subjetividade do profissional da educação e na estrutura curricular - Condutas Típicas x Transtornos do Desenvolvimento: conceitos e alguns de seus quadros diagnósticos - Conhecendo os TIDs (Autismo, Aspeger, Transtornos sem outra especificação (TID-SOE) - Transtorno de Rett e Transtorno Desintegrativo da Infância) - Autismo: Desconstruindo mitos, o impacto familiar, orientações à família - Escola e Aprendizagem: O que diz Vygotsky, O Estigma e a Construção da Identidade, Concepção de escola, Cognição Social, Função Executiva - Organização dos Tempos e Espaços escolares como recurso para o trabalho com alunos que apresentam Condutas Típicas - Avaliação Pedagógica diagnóstica e processual - Atendimento Educacional Especializado - Experiências Inclusivas. Público-alvo: Pedagogos e educadores da Educação Básica. Conceito de deficiência mental ­ Deficiência mental X doença mental ­ Condutas típicas X deficiência mental ­ Dificuldade de aprendizagem ­ Integração X inclusão ­ A imagem social da deficiência mental presente na cultura escolar ­ A inclusão da pessoa com deficiência mental no ensino regular ­ Aprendizagem e o currículo nas escolas inclusivas: Estratégias para o manejo da de aula ­ O atendimento educacional especializado da pessoa com deficiência mental ­ Família X escola ­ A educação profissional ­ Oficinas. Público-alvo: Pedagogos e educadores da Educação Básica. Introdução aos Sistemas de Comunicação Alternativa (SCA): definição, objetivos, usuários e sistemas - Classificação dos Sistemas de Comunicação Alternativa: sistemas com e sem ajuda externa, formatos representacionais dos SCA - Processo de avaliação, seleção, estratégias de ensino e ampliação de um sistema alternativo de comunicação - A Comunicação Alternativa e o acesso ao currículo escolar pelos alunos com dificuldade de comunicação expressiva - Adaptações de materiais pedagógicos e construção de recursos para a comunicação alternativa. Públicoalvo: Pedagogos e educadores da Educação Básica. Conceitos e Classificação da Deficiência Visual: Cegueira e Baixa Visão - Noções de anatomia e fisiologia do sistema da visão - Principais patologias e prevenção da deficiência visual - Mitos sobre Deficiência visual - Desenvolvimento e aprendizagem da criança deficiente visual (reorganização perceptiva / patologias emocionais) - Baixa visão: Recursos Ópticos e não ópticos - Recursos pedagógicos / Adaptação e elaboração de materiais - Adaptação curricular - Legislação - Noções de Braile. Público-alvo: Pedagogos e educadores da Educação Básica.

INCLUSÃO ­ CONEXÃO ENTRE AS DIFERENÇAS

DIFICULDADES DE APRENDIZAGEM: APRENDENDO A INCLUIR

EDUCAÇÃO DE PESSOAS COM DEFICIÊNCIA INTELECTUAL

CONTRIBUIÇÕES DA COMUNICAÇÃO ALTERNATIVA NO PROCESSO DE INCLUSÃO

BAIXA VISÃO

SALA DE RECURSOS

Legislação referente às salas de recurso: para quem se destina, organização e recursos - Recursos da baixa tecnologia e alta tecnologia - Adaptação de tarefas, materiais e currículo - Relação entre a sala de recurso e a sala regular. Público-alvo: Pedagogos e educadores da Educação Básica.

CARGA HORÁRIA DE CADA CURSO: 120 HORAS/AULA

Pág. 13

EDUCAÇÃO ESPECIAL E INCLUSIVA

CONDUTAS TÍPICAS - TRANSTORNOS INVASIVOS DO DESENVOLVIMENTO

PALESTRAS

Temática: A partir da apresentação dos desafios com os quais o profissional da educação se depara diariamente no seu ambiente de trabalho, refletir sobre a necessidade de mudança de postura, tornando-se um indivíduo pró-ativo, que busca a melhoria do seu mundo a partir do "EU". Motivar uma mudança de postura, reconhecendo nos talentos individuais as ferramentas para tornar suas aulas melhores, e um profissional mais realizado. Conteúdo Programático: · Os desafios das novas relações sociais · A necessidade de ressignificação do profissional da educação. · Mudança como movimento individual - a vida e a busca da felicidade · Talentos, conhecimentos e técnicas ­ novas ferramentas.

DESAFIOS E POSSIBILIDADES NO CONTEXTO EDUCACIONAL

EXCELÊNCIA PESSOAL E PROFISSIONAL

Relacionamento, respeito e ambiente ­ Automotivação - Motivação e comprometimento - Autoconfiança e auto-estima ­ Entusiasmo - Excelência pessoal e Profissional ­ Superação - Talento Humano - Excelência e realização.

O PROFESSOR INESQUECÍVEL

Ementa: A partir do reconhecimento dos diferentes tipos de professores que existem, refletir sobre o perfil do professor que a sociedade demanda na atualidade. Resgatando a ideia dos professores que marcaram nossa vida escolar, deixando marcas tão vivas e tão eternas, buscar ferramentas para alcançar o objetivo de todo docente: tornar-se um professor Inesquecível! · Os diferentes tipos de professores; · O perfil do professor valorizado pelo mercado; · As características de um professor inesquecível; · Descobrindo os pontos fortes; · Princípios básicos de uma aula inesquecível.

O OLHAR DO NOVO EDUCADOR

Temática: A sala de aula como lugar de construção e entendimento da subjetividade, da compreensão da diferença e reconhecimento da importância do outro. Como se dá a prática pedagógica quando entendemos o conhecimento de forma global e não fragmentada. Objetivo: Sensibilizar o educador para o comprometimento, motivação e responsabilidade do cargo de professor-educador.

RELACIONAMENTO PAIS E FILHOS NO CONTEXTO DA CONTEMPORANEIDADE

Abordagens sobre a importância do diálogo em casa - Relacionamento pais e filhos: limites e possibilidades.

CARGA HORÁRIA DE CADA PALESTRA: 2 HORAS

Pág. 14

PALESTRAS

CURSOS NA ÁREA ADMINISTRATIVA PÚBLICA MUNICIPAL

Estrutura Administrativa Municipal: finalidade, forma, hierarquia - Delegação de competência: atribuições delegáveis, modelo, importância - Planejamento: tipos de planos, execução dos planos - Servidores Municipais: categorias, tipos de provimento, estágio probatório - Regime jurídico: apostilamento, vantagens, contratação temporária, seleção de pessoal, previdência dos servidores, legislação - Emendas Constitucionais: Nº 19/98, Nº 25/00, Nº 29, Nº 34, Nº 39/02, Nº 41 - Orçamento Programa: legislação, importância, emendas - Plano Plurianual de Governo: o que deve conter, prazos - Lei de Diretrizes Orçamentárias: legislação, prazos, etc - Controle interno: exigência, importância para administração, comentários - Licitações públicas: lei nº 8.666/93, tipos e modalidades, limites, dispensa, inexigibilidade, proibições - Tesouraria: noções de execução, responsabilidades do tesoureiro - Contabilidade pública: exigências, execução, tipos de empenho, créditos adicionais, operações de crédito, limites, prazos e sistemas - Crimes de responsabilidade: Decreto Lei, Lei Federal - Lei Complementar nº 101/2000, da receita, renúncia, receita corrente líquida, controle da despesa com pessoal, etc - Prestação de contas: prazos para envio: ao Legislativo, ao Tribunal de Contas: percentuais obrigatórios, Ensino Fundamental, saúde, despesas com FUNDEF, gastos com pessoal, prazo para aprovação das contas pela Câmara, parecer prévio do Tribunal de Contas - Transmissão do cargo de Prefeitos: providências, relatórios necessários, patrimônio, restos a pagar, recebimento. Público-alvo: Profissionais da área administrativa pública municipal.

LICITAÇÃO E OS CONTRATOS

Licitação: conceitos, princípios, definições - Instrumentos normativos aplicáveis - Lei 8.666/93 ­ panorama geral: modalidades competitivas, dispensa e inexigibilidade - Tipos de licitação - Rito procedimental: edital, publicações, habilitação, julgamento das propostas, recursos, outros atos administrativos - Considerações gerais sobre novos modelos: pregão, registro de preços, préqualificação - Responsabilidades e penalidades. Público-alvo: Profissionais da área administrativa pública municipal. Posição, subordinação e competência da tesouraria - Atribuições do tesoureiro, dos caixas auxiliares de tesouraria - a natureza do trabalho, cargos e funções e seu relacionamento com os demais órgãos da prefeitura - Dos direitos e deveres, responsabilidades do tesoureiro e seus auxiliares, declaração de bens, quebra de caixa, sigilo e disciplina no órgão; o fiel - Rotina, simplificação de trabalho e de tarefa, organização e métodos, espírito e colaboração - Livros e fichas de escrituração, instruções normativas, fichas e modelos, boletins, simplificação de sistemas, discussões, debates e indagações, esclarecimentos das dúvidas existentes. Público-alvo: Profissionais da área administrativa pública municipal. Conceitos e princípios da modalidade pregão - Inovações e peculiaridade do pregão - Pregão presencial X pregão eletrônico - Limites da aplicação subsidiária da lei federal 8.666/93 - Fase interna do pregão presencial e eletrônico - Fase externa do pregão presencial e eletrônico - Fase da interposição de recursos - Fase de adjudicação e homologação - Contratação no Pregão - Considerações gerais - Considerações sobre a Lei Complementar nº 123 (Micro empresa e EPP) - Legislação aplicada. Público-alvo: Profissionais da área administrativa pública municipal.

TESOURARIA

CAPACITAÇÃO E FORMAÇÃO DE PREGOEIRO

CARGA HORÁRIA DE CADA CURSO: 16 HORAS

Pág. 15

CURSOS NA ÁREA ADMINISTRATIVA PÚBLICA MUNICIPAL

ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA MUNICIPAL

CURSOS NA ÁREA ADMINISTRATIVA PÚBLICA MUNICIPAL

Da Lei de Diretrizes Orçamentárias - prazo para encaminhamento ao Legislativo; o que deve conter - Do Plano Plurianual de Governo - prazo para encaminhamento ao Legislativo; sua importância para a Contabilidade; o que deve conter - Da Lei Orçamentária - prazo para encaminhamento ao Legislativo; sua importância para a contabilidade; o que deve conter, da receita e despesa, planos de aplicação - Abertura da escrita - escrituração da receita e despesa; lançamentos, minutas de receita e despesa; demonstrativo de numerário, balancete mensal e processo acumulado - Execução orçamentária - classificação das receitas e despesas, dos empenhos prévios: tipos, modelos, históricos - Das Receitas e Despesas extraorçamentárias - tipos, escrituração - Dos critérios adicionais - tipos de créditos, validades, prazos e modelos; recursos para sua abertura - Operações de crédito - tipos de operações, limites para realização, parecer prévio do Tribunal; classificação orçamentária e extraorçamentária; contabilização - Dos sistemas contábeis - sistema orçamentário, financeiro, patrimonial e de variações; escrituração dos sistemas-exemplos - Despesas com Manutenção e Desenvolvimentos do Ensino - relação das despesas podem ser realizadas e das que não podem; receitas que entram no cálculo dos 25%; controle de aplicação e arquivamento da documentação - Dos Fundos especiais - legislação, exigências, planos de aplicação, escrituração e controle - Dos Convênios - da legislação, escrituração, classificação; dos controles da receita e da despesa - Das Subvenções - da legislação, do controle, exigências. · Do Encerramento do Exercício - da Lei Complementar nº 33/94; controle interno e controle externo; da prestação de contas, da tomada de contas - Do Estágio da Despesa - fases do estágio; empenho; liquidação e pagamento - Dos Controles de Percentuais Obrigatórios - do pessoal, saneamento, outros - Dos Controles - interno; externo. Público-alvo: Profissionais da área administrativa pública municipal. Conceito de contrato administrativo - Cláusulas necessárias do contrato administrativo - Características básicas dos contratos em geral X Contratos administrativos - Aplicação de penalidades - Repactuação de contratos, ajuste e reequilíbrio financeiro - Considerações gerais - Legislação aplicada - Enfoque especial para: prazos, prorrogações e extensões - Acréscimos e supressões quantitativas e qualitativas do objeto - Reajuste, revisão e repactuação contratual. Público-alvo: Profissionais da área administrativa pública municipal. A Lei Complementar nº 123/06 afeta o princípio da isonomia nas licitações? - De que forma a Lei Complementar nº 123/06 interfere no direito de preferência previsto no § 2º do art. 3º da Lei nº 8.666/93? - Quais adaptações deverão ser feitas nos editais? - A Administração deverá exigir algum documento que comprove que a licitante é microempresa ou empresa de pequeno porte? - Quais as prerrogativas das microempresas e empresas de pequeno porte nas licitações? - Quais são exatamente os documentos que podem ser apresentados mesmo com restrições? - Como compatibilizar a declaração prevista no art. 4º, inc. VII, da Lei nº 10.520/02 com a regra do art. 43 da Lei Complementar nº 123/06? - A regularidade fiscal deve ser comprovada em qual momento? - O prazo para regularização da documentação (§ 1º do art. 43 da Lei Complementar) deve ser contado a partir de quando? E no pregão? Público-alvo: Profissionais da área administrativa pública municipal.

CONTABILIDADE PÚBLICA MUNICIPAL

GESTÃO DE CONTRATOS ADMINISTRATIVOS

APLICAÇÃO DA LEI COMPLEMENTAR Nº 123/06 - MICRO EMPRESAS E EMPRESAS DE PEQUENO PORTE

CARGA HORÁRIA DE CADA CURSO: 16 HORAS

Pág. 16

CURSOS NA ÁREA ADMINISTRATIVA PÚBLICA MUNICIPAL

ANOTAÇÕES

Pág. 17

ANOTAÇÕES

Pág. 18

ANOTAÇÕES

Pág. 19

ANOTAÇÕES

Pág. 20

Information

20 pages

Report File (DMCA)

Our content is added by our users. We aim to remove reported files within 1 working day. Please use this link to notify us:

Report this file as copyright or inappropriate

640200