Read Manual do Geocomposto text version

61

CAPÍTULO 5 ­ GEOCOMPOSTO PARA DRENAGEM NORDREN®

1. Apresentação Este capítulo trata das principais características do geocomposto para drenagem NORDREN®, visando facilitar o entendimento do seu funcionamento e da sua especificação. O geocomposto é um dos produtos da linha de geossintéticos fabricados pelo Grupo Nortène. 2. Geocomposto NORDREN® O geocomposto NORDREN® substitui camadas de drenos naturais de agregados, compostos de areia e brita, com vantagens de proporcionar maior capacidade de armazenamento dos resíduos e instalação fácil e rápida em valas de aterros sanitários, de resíduos industriais e outros tipos de obras de proteção ambiental. Além disto, reduz o impacto ambiental e devido a sua pequena espessura e a rapidez na execução do dreno, o seu uso resulta em uma alternativa econômica, quando não há jazida de agregados naturais nas proximidades da obra.

O geocomposto para drenagem é uma combinação de dois geossintéticos: a geonet, também chamada de georrede e o geotêxtil não-tecido, que pode ser termofixado ou não, aderido por calor em uma ou nas duas faces da geonet. O núcleo de geonet, composto por pequenos canais, é responsável pelo escoamento dos fluidos e o geotêxtil atua como filtro e separador, mantendo o solo e os resíduos fora dos canais da geonet.

Manual de Geossintéticos ­ 3ª edição

62

Os geossintéticos que compõe o geocomposto são assim definidos: Geonet A geonet Engepol é bi-planar, de PEAD ­ polietileno de alta densidade, constituída por uma malha relativamente aberta, com configuração de grelha, formando pequenos canais que conduzem fluídos de todos os tipos e também gases, em seu plano. As geonets Engepol, que constituem o núcleo do geocomposto para drenagem, podem suportar cargas de até 400 kPa, exigidas em alguns projetos, com boa capacidade drenante.

A geonet Engepol possui excelente resistência química, biológica e aos raios ultravioleta. Sua apresentação, nas espessuras de 5 e 7 mm, é em bobinas com 2,08 m de largura e 50 m de comprimento. Outras dimensões de bobinas podem ser fornecidas, de acordo com a exigência d projeto / obra. Geotêxtil não-tecido termofixado O geotêxtil é um produto têxtil bidimensional permeável, composto por fibras agulhadas por alta freqüência, que recebem tratamento térmico superficial. 3. Generalidades · Os geocompostos para drenagem surgiram nos Estados Unidos no final da década de 80 e na Europa em meados da década de 70. · O geocomposto NORDREN® foi introduzido no mercado brasileiro em 2001, tendo desde então, sido utilizado em grandes aterros sanitários, mineradoras, canais, muros e cortinas de contenção. · A concepção básica do geocomposto é combinar as melhores características de dois geossintéticos, resultando uma excelente capacidade drenante. · Há vários tipos de geocomposto NORDREN®, como mostra a tabela do item 7.

Manual de Geossintéticos ­ 3ª edição

63

4. Utilização do Geocomposto NORDREN® NORDREN pode ser utilizado em uma grande variedade de aplicações com custo menor do que os sistemas drenantes com areia e brita. É importante observar que cada aplicação possui uma exigência específica quanto à vazão de escoamento, transmissividade, durabilidade, comportamento sob grandes carregamentos e resistência química, que são parâmetros críticos para o bom desempenho do dreno. Em obras, cujas características exigem uma boa drenagem, se esta for mal projetada ou mesmo omitida, surgirão problemas, cuja solução será mais dispendiosa do que se o assunto fosse equacionado da forma correta desde o se início, ou seja, fazendo-se a drenagem necessária. Os problemas que usualmente ocorrem neste caso são do tipo: · aumento do esforço horizontal (empuxo) atuante em muros de arrimo; · subpressão em lajes de piso de subsolos de edifícios, ocasionando infiltrações, trincas, podendo inclusive levantar a laje, dependendo da sua intensidade; · manchas em paredes ocasionadas pela umidade resultante da água represada; · carreamento de partículas de solo, provocando a retro-erosão progressiva, chamada de piping, que pode ocasionar a instabilidade de taludes. O NORDREN® por sua configuração, quando colocado em volta da estrutura absorve, danos mecânicos e vibrações, protegendo a impermeabilização, além de funcionar como meio drenante.

5. Sistema Drenante Sistema drenante é um conjunto de elementos, que coleta e conduz fluidos em seu plano através da sua estrutura, sendo geralmente constituído pelo elemento que capta e conduz o fluido, por um filtro, que impede que as partículas do solo obstruam o elemento drenante, e por um sistema de coleta, que conduz o fluido drenado a um local adequado.

Manual de Geossintéticos ­ 3ª edição

64

No geocomposto NORDREN®, a geonet é o elemento drenante e o geotêxtil é o filtro. A associação destes dois geossintéticos otimiza a execução da drenagem. A instalação deste geocomposto é simples e rápida, devida a sua pouca espessura e peso reduzido, tendo uma eficiência superior aos drenos de agregados naturais. 6. Aplicações Drenagem Vertical · Muros de arrimo · Cortinas de concreto de subsolos de edifícios e estruturas enterradas em geral Drenagem horizontal · Pátios e estacionamentos · Floreiras e jardineiras · Tanques · Pisos de concreto · Campos e quadras desportivos · Fundo de valas de resíduos, aterros sanitários, canais de irrigação Drenagem em planos inclinados · Trincheiras drenantes · Valas de resíduos · Aterros sanitários · Coberturas de aterros sanitários e valas de resíduos · Muros de contenção com solo envelopado com geotêxtil ou geogrelha · Rodovias e ferrovias · Túneis Como proteção · Proteção mecânica da geomembrana em contato com os resíduos · Proteção mecânica da geomembrana durante a colocação de solo ou da camada drenante de agregados sobre a mesma · Regularização do solo de apoio da geomembrana · Distribuição de carga sobre a geomembrana

Manual de Geossintéticos ­ 3ª edição

7. Tipos de Geocomposto NORDREN® em função dos Geossintéticos Componentes

DGC Geocomposto NORDREN® 900/ Geossintéticos Componentes 130T DGC 1250/ 130T DGC 900/ 200R DGC 1250/ 200R SGC 900/ 200T X DGC 900/ 200T SGC 1250/ 200T X DGC 1250/ 200T SGC 900/ 200 DGC 900/ 200 SGC 1250/ 200 DGC 1250/ 200 FGC 900/ 200 FGC 1250/ 200 FGC 1250/ 200T

Geotêxtil Não-tecido Agulhado e Termofixado em 1 face Geotêxtil Não-tecido Agulhado e Termofixado nas 2 faces Geotêxtil Não-tecido Agulhado em 1 face Geotêxtil Não-tecido Agulhado nas 2 faces Geotêxtil Não-tecido Agulhado e Termofixado em 1 face e Filme de Polietileno na outra face Geotêxtil Não-tecido Agulhado em 1 face e Filme de Polietileno na outra face

X

X

X

X

X

X X X X X X

X

X

Nota: Outras gramaturas de geotêxtil podem ser utilizadas na fabricação do NORDREN®, sob consulta.

66

O geocomposto NORDREN® pode ser constituído por um núcleo de geonet de PEAD de 5 mm ou de 7 mm, aderida ao geotêxtil não-tecido em uma ou nas duas faces. O geotêxtil poderá ser de várias gramaturas, a qual é escolhida em função da vazão, da carga e da inclinação do local que será drenado. NORDREN® pode ser fabricado com geotêxtil não-tecido agulhado, com geotêxtil não-tecido agulhado e termo-fixado e com filme em uma das faces e um dos tipos de geotêxtil na outra face. A tabela da página anterior apresenta os tipos de NORDREN® fabricados pela Engepol, cujas especificações podem ser encontradas no item 13 a seguir. NORDREN® é identificado pelos seguintes códigos: · SGC: geotêxtil em uma face. · DGC: geotêxtil nas duas faces. · FGC: geotêxtil aderido em uma face e filme de polietileno na outra face. Decifrando os códigos: · Os algarismos antes da barra referem-se à espessura da geonet utilizada: 900/: geonet de 5 mm 1250/: geonet de 7 mm · Os algarismos após a barra referem-se ao tipo de geotêxtil e respectiva gramatura: /200: geotêxtil não-tecido agulhado de 200 gr/m2 /200T ou R: geotêxtil não-tecido agulhado e termo-fixado de 200 gr/m2 Exemplos: · SGC 900/200: núcleo de geonet de 5 mm de espessura aderida a geotêxtil não-tecido agulhado de 200 gr/m2 em uma face. · DGC 1250/200T: núcleo de geonet de 7 mm de espessura aderida a geotêxtil não-tecido agulhado termo-fixado de 200 gr/m2 nas duas faces. · FGC 900/200: núcleo de geonet de 5mm de espessura aderida a geotêxtil não-tecido agulhado de 200 gr/m2 em uma face e filme polietileno na outra face. Observações: · Linha normal de fabricação: NORDREN® com geotêxtil de gramaturas de 130 a 400 gr/m2. · Outras gramaturas do geotêxtil e espessuras da geonet, do núcleo do geocomposto, poderão ser fabricadas sob consulta. · NORDREN® pode ser instalado como dreno vertical até a profundidade de 50 m e como dreno horizontal até a profundidade de 23 m.

Manual de Geossintéticos ­ 3ª edição

67

Geocomposto NORDREN® Duplo: DGC 1250/200T

Geocomposto NORDREN® Simples: SGC 1250/200T

8. Limitações do Geocomposto Drenante NORDREN® · Drenagem vertical: 50 m · Drenagem horizontal: 23 m

Manual de Geossintéticos ­ 3ª edição

68

9. Características do NORDREN® Característica Desempenho

Profundidade 7 m: vazão de 1 l/s.m, para o SGC 900/200T. Profundidade 3m: vazão 1 l/s para DGC 1250/130T e SGC 900/200T. 1. Drenagem Vertical Pela alta capacidade de drenagem, alivia a pressão hidrostática nas estruturas de contenção. Reduz o volume de solo a ser escavado. 2. Espessura = 5 mm ou 7 mm Possibilidade de aplicação em locais com pouco espaço. 3. Núcleo maciço com canais de fluxo bemNão há perigo de estrangulamento do dreno, se definidos houver pressão excessiva. 4. Núcleo de PEAD Não apodrece, grande durabilidade. 5. Flexível Pode ser instalado em locais com qualquer geometria. Protege a impermeabilização contra danos 6. Colchão isolante entre a estrutura e omecânicos. solo Amortece as vibrações provenientes do terreno em volta da estrutura. 7. Dimensões da bobina 1m x 10m, 2m x 30m, 2m x 50m ou o comprimento que for mais conveniente para a obra. 8. Peso da bobina 78 kg para bobina de DGC 900/200 com 30m. Com boa capacidade de filtração: impede o 9. Geotêxtil (elemento filtrante) carreamento das partículas do solo para o interior do dreno. Nordren® é fabricado com os geotêxteis excedendo aproximadamente 10cm as bordas do 10. Abas nas bordas da bobina núcleo de geonet, permitindo a sobreposição sem degraus e garantindo a continuidade do dreno.

Manual de Geossintéticos ­ 3ª edição

69

10. Soluções com NORDREN® 10.1. Drenagem Vertical 10.1.1. Muros de Arrimo e Estruturas de Contenção O NORDREN® é instalado na vertical entre a estrutura e o solo, substituindo os drenos de areia convencionais, reduzindo a pressão de água atuante na estrutura e protegendo a impermeabilização. Nas figuras abaixo estão um muro de arrimo e um encontro de ponte, com dreno geocomposto NORDREN®.

Manual de Geossintéticos ­ 3ª edição

70

10.1.2. Cortinas de Concreto de Subsolos de Edifícios e Estruturas Enterradas em Geral Para drenagem vertical de estruturas enterradas como subsolos de edifícios, túneis e cortinas de contenção, o geocomposto NORDREN® tem a vantagem de poder ser instalado até a profundidade de 50m. Nestes casos, o tipo SGC é mais indicado, instalado com a face da geonet junto à parede de concreto e a de Getêxtil em contato com o solo.

Manual de Geossintéticos ­ 3ª edição

71

Observações: 1. Profundidade limite de aplicação para drenagem vertical: 50 m. 2. Dimensionamento do tipo de NORDREN® mais apropriado: deve ser em função da vazão máxima que passará pelo dreno, a qual é determinada em função da topografia, quantidade de precipitação (chuva), profundidade da instalação do dreno. As dúvidas deverão ser encaminhadas ao departamento técnico da Engepol. 10.2. Drenagem Horizontal com NORDREN® 10.2.1. Floreiras e Jardineiras Nordren® mantém o solo em condições de umidade propicias ao desenvolvimento da vegetação, pois elimina o excesso de água.

10.2.2. Campos Desportivos NORDREN® é uma solução econômica de drenagem em campos de esportes, porque pela sua pequena espessura há uma redução no volume de escavação e reaterro das valas de drenagem.

Manual de Geossintéticos ­ 3ª edição

72

10.2.3. Estacionamentos, Pátios de Carga e Descarga e Laje de Subsolos A drenagem em áreas de estacionamentos, pátios de carga e descarga e laje de subsolos é necessária para evitar infiltrações, trincas e o destacamento do revestimento dos pisos devido a subpressão (pressão da água de baixo para cima). NORDREN® é a solução econômica para estes casos.

Observações: 1. Profundidade limite de aplicação para drenagem horizontal: 23 m. 2. Dimensionamento do tipo de NORDREN® mais apropriado: deve ser em função da vazão máxima que passará pelo dreno, a qual é determinada em função da quantidade de precipitação (chuva), no caso de floreiras e campos desportivos, e também da profundidade da instalação do dreno no caso de lajes de subsolo. As dúvidas deverão ser encaminhadas ao departamento técnico.

10.3. Trincheira Drenante com NORDREN®

Manual de Geossintéticos ­ 3ª edição

73

Nordren® substitui a brita das trincheiras drenantes tradicionais em sistemas viários, com excelente desempenho. Este dreno tem a função de proteger o pavimento da umidade proveniente das chuvas, assim como interceptar e desviar o fluxo da água subterrânea. A Engepol realizou uma comparação de custos entre drenos verticais de brita e drenos verticais com Nordren®, mostrando que o dreno com Nordren® é mais econômico.

Manual de Geossintéticos ­ 3ª edição

74

11. Apresentação, Embalagem, Manuseio e Armazenamento 11.1. Apresentação Nordren® é apresentado em 3 opções: · Bobinas com 1m de largura por 10m de comprimento · Bobinas de 2m de largura por 30m de comprimento · Bobinas de 2m de largura por 50m de comprimento · Outras dimensões de bobina poderão ser fornecidas conforme a necessidade da obra. 11.2. Embalagem A embalagem das bobinas de Nordren® é um filme de polietileno preto, para proteção contra os raios UV. 11.3. Manuseio Nordren® é fácil de transportar e de manusear. Uma bobina de DGC 900/200 de 30m de comprimento tem diâmetro de 65 cm pesa em torno de 50 kg. 11.4. Armazenamento O armazenamento do Nordren® deve ser feito em pilhas de no máximo três bobinas e em local coberto. 12. Instalação do NORDREN® · A instalação do geocomposto Nordren® é fácil e rápida. As perdas de material são mínimas. · Mão-de-obra não especializada em número de duas pessoas é capaz de instalar 50m2/h em drenagem vertical. · Não há necessidade de uso de ferramentas especiais. Pode-se cortá-lo facilmente com estilete ou tesoura. · A sua flexibilidade permite sua adaptação em qualquer superfície. · A instalação do Nordren® em drenagem vertical é geralmente iniciada pela parte superior, descendo até a base. Sua fixação pode ser feita com pregos ou com cola. · Em caso de dúvidas consultar o departamento técnico da Engepol.

Manual de Geossintéticos ­ 3ª edição

75

13. Especificações do Geocomposto para drenagem NORDREN® DGC 900/130T Propriedade Drenagem para várias inclinações do terreno Geocomposto DGC 900/130T

Pressão / Gradiente 20 kPa 50 kPa 100 kPa 200 kPa 300 kPa Gramatura [g/m2] Espessura Nominal [mm] Resistência à Tração [kN/m] Espessura Nominal [mm] Densidade [gr/m3] Resistência à Tração [kN/m] Propriedades Físicas Gramatura [gr/m2] Espessura Nominal [mm] Propriedades Mecânicas Resistência à Tração [kN/m] Resistência Puncionamento [N] Propriedades Hidráulicas Abertura de Filtração [mm] Permissividade [s-1] Permeabilidade Normal [cm/s] Largura bobina [m] Comprimento Bobina [m] 130** 0,95 6,50 110 0,16 2,10 0,20

ASTM D5261 ASTM D5199 ASTM D4595 ASTM D4833 AFNOR G 38017 ASTM D4491 ASTM D4491

Drena- Método de gem Ensaio Vertical

0,01

Vazão [l/s.m] 0,02 0,03

0,10

0,50

1,0

ASTM D 4716

1,08 x 10-2 1,49 x 10-2 1,90 x 10-2 7,80 x 10-2 1,66 x 10-1 2,37 x 10-1 8,52 x 10-3 1,11 x 10-2 1,42 x 10-2 6,12 x 10-2 1,31 x 10-1 1,89 x 10-1 6,65 x 10-3 7,65 x 10-3 9,56 x 10-3 5,48 x 10-2 1,09 x 10-1 1,60 x 10-1 5,18 x 10-3 5,75 x 10-3 7,39 x 10-3 4,21 x 10-2 8,67 x 10-2 1,26 x 10-1 4,10 x 10-3 5,21 x 10-3 6,27 x 10-3 2,84 x 10-2 6,23 x 10-2 9,27 x 10-2

1057 5,18 17,28 Núcleo do Geocomposto: Geonet* 5 (± 2,19%) 0,94 10,70

NBR 12568 NBR 12569 NBR 12824 NBR 12569 ASTM D792 NBR 12824

Geotêxtil*

Apresentação da bobina

2,08 10 / 30 / 50 -

* Ensaios realizados antes da acoplagem. ** O geocomposto poderá ser fabricado com outras gramaturas de geotêxtil: 300, 400 ou outras sob consulta.

Manual de Geossintéticos ­ 3ª edição

76

DGC 1250/130T Propriedade Drenagem para várias inclinações do terreno Geocomposto DGC 1250/130T

Pressão / Gradiente 20 kPa 50 kPa 100 kPa 200 kPa 300 kPa Gramatura [g/m2] Espessura Nominal [mm] Resistência à Tração [kN/m] Espessura Nominal [mm] Densidade [gr/m3] Resistência à Tração [kN/m] Propriedades Físicas Gramatura [gr/m2] Espessura Nominal [mm] Propriedades Mecânicas Resistência à Tração [kN/m] Resistência Puncionamento [N] Propriedades Hidráulicas Abertura de Filtração [mm] Permissividade [s-1] Permeabilidade Normal [cm/s] Largura bobina [m] Comprimento Bobina [m] 130** 0,95 6,50 110 0,16 2,10 0,20

ASTM D5261 ASTM D5199 ASTM D4595 ASTM D4833 AFNOR G 38017 ASTM D4491 ASTM D4491

Drena- Método de gem Ensaio Vertical

0,01

Vazão [l/s.m] 0,02 0,03

0,10

0,50

1,0

1,10 1,01 8,12 x 10

-1

8,46 x 10-2 1,09 x 10-1 1,30 x 10-1 4,57 x 10-1 8,15 x 10-1 7,59 x 10-2 9,98 x 10-2 1,19 x 10-1 4,38 x 10-1 7,75 x 10-1 7,50 x 10

-2

9,63 x 10

-2

1,12 x 10

-1

4,41 x 10

-1

6,18 x 10

-1

ASTM D 4716

6,53 x 10-2 8,56 x 10-2 9,93 x 10-2 4,26 x 10-1 4,73 x 10-1 7,73 x 10-1 6,05 x 10-2 8,29 x 10-2 9,03 x 10-2 3,05 x 10-1 4,57 x 10-1 7,33 x 10-1

1556 7,88 20,92 Núcleo do Geocomposto: Geonet* 7 (± 3,93%) 0,94 16,60

NBR 12568 NBR 12569 NBR 12824 NBR 12569 ASTM D792 NBR 12824

Geotêxtil*

Apresentação da bobina

2,08 10 / 30 / 50 -

* Ensaios realizados antes da acoplagem. ** O geocomposto poderá ser fabricado com outras gramaturas de geotêxtil: 300, 400 ou outras sob consulta.

Manual de Geossintéticos ­ 3ª edição

77

SGC 900/200T Propriedade Drenagem para várias inclinações do terreno Geocomposto SGC 900/200T

Pressão / Gradiente 20 kPa 50 kPa 100 kPa 200 kPa 300 kPa Gramatura [g/m2] Espessura Nominal [mm] Resistência à Tração [kN/m] Espessura Nominal [mm] Densidade [gr/m3] Resistência à Tração [kN/m] Propriedades Físicas Gramatura [gr/m2] Espessura Nominal [mm] Propriedades Mecânicas Resistência à Tração [kN/m] Resistência Puncionamento [N] Propriedades Hidráulicas Abertura de Filtração [mm] Permissividade [s-1] Permeabilidade Normal [cm/s] Largura bobina [m] Comprimento Bobina [m] 200** 1,35 10 293 0,14 1,48 0,20

ASTM D5261 ASTM D5199 ASTM D4595 ASTM D4833 AFNOR G 38017 ASTM D4491 ASTM D4491

Drena- Método de gem Ensaio Vertical

0,01

Vazão [l/s.m] 0,02 0,03

0,10

0,50

1,04 8,90 x 10 7,89 x 10

-1

1,0

1,46 1,25 1,21 1,15 1,10 NBR 12568 NBR 12569 NBR 12824 NBR 12569 ASTM D792 NBR 12824 ASTM D 4716

1,52 x 10-1 1,82 x 10-1 2,08 x 10-1 3,93 x 10-1 1,38 x 10 1,34 x 10

-1

1,42 x 10-1 1,70 x 10-1 1,98 x 10-1 3,59 x 10-1 9,34 x 10-1 1,68 x 10 1,53 x 10

-1

1,96 x 10 1,80 x 10

-1

3,57 x 10 3,02 x 10

-1

1,37 x 10-1 1,60 x 10-1 1,92 x 10-1 3,35 x 10-1 8,48 x 10-1

-1 -1 -1 -1 -1

1437 7,41 19,05 Núcleo do Geocomposto: Geonet* 5 (± 2,19%) 0,94 10,70

Geotêxtil*

Apresentação da bobina

2,08 10 / 30 / 50 -

* Ensaios realizados antes da acoplagem. ** O geocomposto poderá ser fabricado com outras gramaturas de geotêxtil: 300, 400 ou outras sob consulta.

Manual de Geossintéticos ­ 3ª edição

78

DGC 900/200T Propriedade Drenagem para várias inclinações do terreno Geocomposto DGC 900/200T

Pressão / Gradiente 20 kPa 50 kPa 100 kPa 200 kPa 300 kPa Gramatura [g/m2] Espessura Nominal [mm] Resistência à Tração [kN/m] Espessura Nominal [mm] Densidade [gr/m3] Resistência à Tração [kN/m] Propriedades Físicas Gramatura [gr/m2] Espessura Nominal [mm] Propriedades Mecânicas Resistência à Tração [kN/m] Resistência Puncionamento [N] Propriedades Hidráulicas Abertura de Filtração [mm] Permissividade [s-1] Permeabilidade Normal [cm/s] Largura bobina [m] Comprimento Bobina [m] 200** 1,35 10 293 0,14 1,48 0,20

ASTM D5261 ASTM D5199 ASTM D4595 ASTM D4833 AFNOR G 38017 ASTM D4491 ASTM D4491

Drena- Método de gem Ensaio Vertical

0,01

Vazão [l/s.m] 0,02 0,03

0,10

0,50

1,0

ASTM D 4716

7,73 x 10-2 8,83 x 10-2 1,04 x 10-1 1,93 x 10-1 5,22 x 10-1 7,17 x 10-1 6,95 x 10-2 7,93 x 10-2 9,12 x 10-2 1,64 x 10-1 4,31 x 10-1 5,81 x 10-1 6,01 x 10-2 6,92 x 10-2 8,01 x 10-2 1,44 x 10-1 3,92 x 10-1 5,32 x 10-1 5,08 x 10-2 5,96 x 10-2 6,99 x 10-2 1,26 x 10-1 3,29 x 10-1 4,44 x 10-1 4,53 x 10-2 5,29 x 10-2 6,09 x 10-2 1,11 x 10-1 3,04 x 10-1 4,15 x 10-1

1490 6,97 27,81 Núcleo do Geocomposto: Geonet* 5 (± 2,19%) 0,94 10,70

NBR 12568 NBR 12569 NBR 12824 NBR 12569 ASTM D792 NBR 12824

Geotêxtil*

Apresentação da bobina

2,08 10 / 30 / 50 -

* Ensaios realizados antes da acoplagem. ** O geocomposto poderá ser fabricado com outras gramaturas de geotêxtil: 300, 400 ou outras sob consulta.

Manual de Geossintéticos ­ 3ª edição

79

SGC 1250/200T Propriedade Drenagem para várias inclinações do terreno Geocomposto SGC 1250/200T

Pressão / Gradiente 20 kPa 50 kPa 100 kPa 200 kPa 300 kPa Gramatura [g/m2] Espessura Nominal [mm] Resistência à Tração [kN/m]

Espessura Nominal [mm] Densidade [gr/m ] Resistência à Tração [kN/m]

3

Drena- Método de gem Vertical Ensaio

0,01

1,13 x10 9,43 x10 7,83 x10 7,24 x10 6,85 x10

-1 -2 -2 -2 -2

0,02

1,33 x10 1,10 x10 9,95 x10 9,11 x10 8,22 x10

-1 -1 -2 -2 -2

Vazão [l/s.m] 0,03 0,05

1,60 x10 1,14 x10 1,11 x10 1,08 x10 1,03 x10

-1 -1 -1 -1 -1

0,1

-1 -1 -1 -1 -1

0,5

-1 -1 -1 -1 -1

1,0

-1 -1 -1 -1 -1

1,82 x10 1,44 x10 1,30 x10 1,16 x10 1,05 x10

4,61 x10 3,64 x10 3,33 x10 3,03 x10 2,85 x10

8,73 x10 6,67 x10 6,17 x10 5,72 x10 5,38 x10

1,20 9,21 x10 8,29 x10 7,83 x10 7,22 x10

-1 -1 -1 -1

ASTM D 4716

1277 6,71 15,40 Núcleo do Geocomposto: Geonet* 7 ± (3,93%) 0,94 16,60

NBR 12568 NBR 12569 NBR 12824 NBR 12569 ASTM D 792 NBR 12824

Geotêxtil*

Propriedades Físicas

Gramatura [gr/m2] Espessura Nominal [mm]

200** 1,35

ASTM D 5261 ASTM D 5199 ASTM D 4595 ASTM D 4833 AFNOR G 38017 ASTM D 4491 ASTM D 4491

Propriedades Mecânicas

Resistência à Tração [kN/m] Resistência Puncionamento [N]

10 293

Propriedades Hidráulicas

Abertura de Filtração [mm] Permissividade [s-1] Permeabilidade normal [cm/s]

0,14 1,48 0,20

Apresentação da bobina

Largura bobina [m] Comprimento Bobina [m] 2,08 10 / 30 / 50 -

*Ensaios realizados antes da acoplagem. **O geocomposto poderá ser fabricado com diferentes gramaturas de geotêxtil: 300, 400 ou outras sob consulta.

Manual de Geossintéticos ­ 3ª edição

80

DGC 1250/200T Propriedade Drenagem para várias inclinações do terreno Geocomposto DGC 1250/200T

Pressão 20 kPa 50 kPa 100 kPa 200 kPa 300 kPa Gramatura [g/m ] Espessura Nominal [mm] Resistência à Tração [kN/m] Espessura Nominal [mm] Densidade [gr/m ] Resistência à Tração [kN/m]

3 2

DrenaMétodo gem de Ensaio Vertical

/ Gradiente

0,01

-2

0,02

-2

Vazão [l/s.m] 0,03 0,05

-1 -1

0,1

-1

0,5

-1

1,0

ASTM D 4716

6,92 x10 9,40 x10 1,02 x10 1,71 x10 3,63 x10 6,94 x10 9,46 x10-1 6,65 x10-2 8,89 x10-2 1,02 x10-1 1,43 x10-1 3,20 x10-1 5,93 x10-1 7,89 x10-1 6,02 x10 7,83 x10 1,01 x10 1,32 x10 2,86 x10 5,51 x10 7,23 x10

-2 -2 -1 -1 -1 -1 -1

5,32 x10-2 6,92 x10-2 8,44 x10-2 1,23 x10-1 2,65 x10-1 4,94 x10-1 6,67 x10-1 4,85 x10-2 5,95 x10-2 7,80 x10-2 1,21 x10-1 2,39 x10-1 4,58 x10-1 6,10 x10-1

1455 7,76 25,41 Núcleo do Geocomposto: Geonet* 7 ± (3,93%) 0,94 16,60

NBR 12568 NBR 12569 NBR 12824 NBR 12569 ASTM D 792 NBR 12824

Geotêxtil*

Propriedades Físicas

Gramatura [gr/m2] Espessura Nominal [mm]

200** 1,35

ASTM D 5261 ASTM D 5199 ASTM D 4595 ASTM D 4833 AFNOR G 38017 ASTM D 4491 ASTM D 4491

Propriedades Mecânicas

Resistência à Tração [kN/m] Resistência Puncionamento [N]

10 293

Propriedades Hidráulicas

Abertura de Filtração [mm] Permissividade [s-1] Permeabilidade normal [cm/s]

0,14 1,48 0,20

Apresentação da bobina

Largura bobina [m] Comprimento Bobina [m] 2,08 10 / 30 / 50 -

* Ensaios realizados antes da acoplagem. ** O geocomposto poderá ser fabricado com diferentes gramaturas de geotêxtil: 300, 400 ou outras sob consulta.

Manual de Geossintéticos ­ 3ª edição

81

DGC 900/200R Propriedade Drenagem para várias inclinações do terreno Geocomposto DGC 900/200R

Pressão / Gradiente 20 kPa 50 kPa 100 kPa 200 kPa 300 kPa Gramatura [g/m2] Espessura Nominal [mm] Resistência à Tração [kN/m] Espessura Nominal [mm] Densidade [gr/m3] Resistência à Tração [kN/m] Propriedades Físicas Gramatura [gr/m2] Espessura Nominal [mm] Propriedades Mecânicas Resistência à Tração [kN/m] Resistência Puncionamento [N] Propriedades Hidráulicas Abertura de Filtração [mm] Permissividade [s-1] Permeabilidade Normal [cm/s] Largura bobina [m] Comprimento Bobina [m] 200** 1,40 8,15 490 0,14 0,78 0,11

ASTM D5261 ASTM D5199 ASTM D4595 ASTM D4833 AFNOR G 38017 ASTM D4491 ASTM D4491

Drena- Método de Ensaio gem Vertical

0,01

Vazão [l/s.m] 0,02 0,03

0,10

0,50

1,0

ASTM D 4716

4,76 x 10-2 5,68 x 10-2 6,32 x 10-2 1,58 x 10-1 2,97 x 10-1 4,06 x 10-1 3,53 x 10-2 3,80 x 10-2 4,50 x 10-2 1,27 x 10-1 2,40 x 10-1 3,31 x 10-1 2,88 x 10-2 3,39 x 10-2 3,88 x 10-2 1,08 x 10-1 2,16 x 10-1 2,98 x 10-1 2,08 x 10-2 2,35 x 10-2 2,60 x 10-2 8,54 x 10-2 1,63 x 10-1 2,25 x 10-1 1,85 x 10-2 2,15 x 10-2 2,25 x 10-2 7,25 x 10-2 1,44 x 10-1 1,98 x 10-1

931 5,66 18,51 Núcleo do Geocomposto: Geonet* 5 (± 2,19%) 0,94 10,70

NBR 12568 NBR 12569 NBR 12824 NBR 12569 ASTM D792 NBR 12824

Geotêxtil*

Apresentação da bobina

2,08 10 / 30 / 50 -

* Ensaios realizados antes da acoplagem. ** O geocomposto poderá ser fabricado com outras gramaturas de geotêxtil: 300, 400 ou outras sob consulta.

Manual de Geossintéticos ­ 3ª edição

82

DGC 1250/200R Propriedade Drenagem para várias Drenagem inclinações do terreno Vertical Geocomposto DGC 1250/200R

0,1 Vazão [l/s.m] 0,5

-1 -1

Método de Ensaio

Pressão 20 kPa 50 kPa 200 kPa

/

Gradiente

1,0

ASTM D 4716

Espessura Nominal [mm] Densidade [gr/m3] Resistência à Tração [kN/m] Propriedades Físicas Gramatura [gr/m2] Espessura Nominal [mm] Propriedades Mecânicas Resistência à Tração [kN/m] Resistência Puncionamento [N] Propriedades Hidráulicas Abertura de Filtração [mm] Permissividade [s-1] Permeabilidade Normal [cm/s] Largura bobina [m] Comprimento Bobina [m]

2,57 x 10 6,74 x 10 1,02 2,43 x 10-1 6,41 x 10-1 9,63 x 10-1 2,34 x 10-1 6,31 x 10-1 9,30 x 10-1 Núcleo do Geocomposto: Geonet* 7 ± (3,93%) 0,94 16,60

NBR 12569 ASTM D 792 NBR 12824

Geotêxtil*

200** 1,40 8,15 490 0,14 0,78 0,11 ASTM D 5261 ASTM D 5199 ASTM D 4595 ASTM D 4833

AFNOR G 38017 ASTM D4491 ASTM D4491

Apresentação da bobina

2,08 10 / 30 / 50 -

* Ensaios realizados antes da acoplagem. ** O geocomposto poderá ser fabricado com diferentes gramaturas de geotêxtil: 300, 400 ou outras sob consulta.

Manual de Geossintéticos ­ 3ª edição

83

SGC 900/200 Propriedade Drenagem para várias Drenagem inclinações do terreno Vertical Geocomposto SGC 900/200

0,1 Vazão [l/s.m] 0,5

-1 -1

Método de Ensaio

Pressão 20 kPa 100 kPa 200 kPa

/

Gradiente

1,0

ASTM D 4716

Espessura Nominal [mm] Densidade [gr/m3] Resistência à Tração [kN/m] Propriedades Físicas Gramatura [gr/m2] Espessura Nominal [mm] Propriedades Mecânicas Resistência à Tração [kN/m] Resistência Puncionamento [N] Propriedades Hidráulicas Abertura de Filtração [mm] Permissividade [s-1] Permeabilidade Normal [cm/s] Largura bobina [m] Comprimento Bobina [m]

3,22 x 10 8,58 x 10 8,65 x 10-1 -1 -1 2,65 x 10 7,42 x 10 7,55 x 10-1 2,29 x 10-1 6,71 x 10-1 6,75 x 10-1 Núcleo do Geocomposto: Geonet* 5 (± 2,19%) 0,94 10,70

NBR 12569 ASTM D 792 NBR 12824

Geotêxtil*

200** 1,7 9,5 380 Máx.: 0,23 ­ Min.: 0,13 2,0 0,35 ASTM D 5261 ASTM D 5199 ASTM D 4595 ASTM D 4833 ASTM D 4751 ASTM D 4491 ASTM D 4491

Apresentação da bobina

2,08 10 / 30 / 50 -

* Ensaios realizados antes da acoplagem. ** O geocomposto poderá ser fabricado com diferentes gramaturas de geotêxtil: 300, 400 ou outras sob consulta.

Manual de Geossintéticos ­ 3ª edição

84

DGC 900/200 Propriedade Drenagem para várias Drenagem inclinações do terreno Vertical Geocomposto DGC 900/200

0,1 Vazão [l/s.m] 0,5

-2 -2

Método de Ensaio

Pressão 20 kPa 100 kPa 200 kPa

/

Gradiente

1,0 ASTM D 4716

Espessura Nominal [mm] Densidade [gr/m3] Resistência à Tração [kN/m] Propriedades Físicas Gramatura [gr/m2] Espessura Nominal [mm] Propriedades Mecânicas Resistência à Tração [kN/m] Resistência Puncionamento [N] Propriedades Hidráulicas Abertura de Filtração [mm] Permissividade [s-1] Permeabilidade Normal [cm/s] Largura bobina [m] Comprimento Bobina [m]

2,56 x 10 7,55 x 10 7,70 x 10-2 -2 -2 1,64 x 10 5,63 x 10 5,70 x 10-2 1,28 x 10-2 4,58 x 10-2 4,60 x 10-2 Núcleo do Geocomposto: Geonet* 5 (± 2,19%) 0,94 10,70

NBR 12569 ASTM D 792 NBR 12824

Geotêxtil*

200** 1,7 9,5 380 Máx.: 0,23 ­ Min.: 0,13 2,0 0,35 ASTM D 5261 ASTM D 5199 ASTM D 4595 ASTM D 4833 ASTM D 4751 ASTM D 4491 ASTM D 4491

Apresentação da bobina

2,08 10 / 30 / 50 -

* Ensaios realizados antes da acoplagem. ** O geocomposto poderá ser fabricado com diferentes gramaturas de geotêxtil: 300, 400 ou outras sob consulta.

Manual de Geossintéticos ­ 3ª edição

85

SGC 1250/200 Propriedade Drenagem para várias Drenagem inclinações do terreno Vertical Geocomposto SGC 1250/200

0,1 Vazão [l/s.m] 0,5

-1 -1

Método de Ensaio

Pressão 20 kPa 100 kPa 200 kPa

/

Gradiente

1,0 ASTM D 4716

Espessura Nominal [mm] Densidade [gr/m3] Resistência à Tração [kN/m] Propriedades Físicas Gramatura [gr/m2] Espessura Nominal [mm] Propriedades Mecânicas Resistência à Tração [kN/m] Resistência Puncionamento [N] Propriedades Hidráulicas Abertura de Filtração [mm] Permissividade [s-1] Permeabilidade Normal [cm/s] Largura bobina [m] Comprimento Bobina [m]

3,92 x 10 5,32 x 10 9,95 x 10-1 -1 -1 3,29 x 10 5,12 x 10 8,65 x 10-1 2,92 x 10-1 4,85 x 10-1 7,90 x 10-1 Núcleo do Geocomposto: Geonet* 7 (± 3,93%) 0,94 16,60

NBR 12569 ASTM D 792 NBR 12824

Geotêxtil*

200** 1,7 9,5 380 Máx.: 0,23 ­ Min.: 0,13 2,0 0,35 ASTM D 5261 ASTM D 5199 ASTM D 4595 ASTM D 4833 ASTM D 4751 ASTM D 4491 ASTM D 4491

Apresentação da bobina

2,08 10 / 30 / 50 -

* Ensaios realizados antes da acoplagem. ** O geocomposto poderá ser fabricado com diferentes gramaturas de geotêxtil: 300, 400 ou outras sob consulta.

Manual de Geossintéticos ­ 3ª edição

86

DGC 1250/200 Propriedade Drenagem para várias Drenagem inclinações do terreno Vertical Geocomposto DGC 1250/200

0,1 Vazão [l/s.m] 0,5 1,0 ASTM D 4716

Método de Ensaio

Pressão 20 kPa 100 kPa 200 kPa

/

Gradiente

Espessura Nominal [mm] Densidade [gr/m3] Resistência à Tração [kN/m] Propriedades Físicas Gramatura [gr/m2] Espessura Nominal [mm] Propriedades Mecânicas Resistência à Tração [kN/m] Resistência Puncionamento [N] Propriedades Hidráulicas Abertura de Filtração [mm] Permissividade [s-1] Permeabilidade Normal [cm/s] Largura bobina [m] Comprimento Bobina [m]

8,85 x 10-2 3,09 x 10-1 3,13 x 10-1 7,30 x 10-2 2,44 x 10-1 2,46 x 10-1 -2 -1 6,75 x 10 2,14 x 10 2,16 x 10-1 Núcleo do Geocomposto: Geonet* 7 (± 3,93%) 0,94 16,60

NBR 12569 ASTM D 792 NBR 12824

Geotêxtil*

200** 1,7 9,5 380 Máx.: 0,23 ­ Min.: 0,13 2,0 0,35 ASTM D 5261 ASTM D 5199 ASTM D 4595 ASTM D 4833 ASTM D 4751 ASTM D 4491 ASTM D 4491

Apresentação da bobina

2,08 10 / 30 / 50 -

* Ensaios realizados antes da acoplagem. ** O geocomposto poderá ser fabricado com diferentes gramaturas de geotêxtil: 300, 400 ou outras sob consulta.

Manual de Geossintéticos ­ 3ª edição

87

FGC 900/200 Propriedade Drenagem Drenagem Horizontal Vertical Geocomposto FGC 900/200

Vazão [l/s.m] 0,01 1,0 -2 2,59 x 10 5,94 x 10-1 2,42 x 10-2 4,90 x 10-1 2,28 x 10-2 4,56 x 10-1 -2 2,03 x 10 4,16 x 10-1 1369 6,55 14,42

Método de Ensaio

Pressão 20 kPa 50 kPa 100 kPa 200 kPa

/

Gradiente

ASTM D 4716

Gramatura [g/m2] Espessura Nominal [mm] Resistência à Tração [kN/m]

NBR 12568 NBR 12569 NBR 12824

Núcleo do Geocomposto: Geonet* Espessura Nominal [mm] 5 (± 2,19%) Densidade [gr/m3] 0,94 Resistência à Tração [kN/m] 10,70

NBR 12569 ASTM D 792 NBR 12824

Geotêxtil*

Propriedades Físicas Gramatura [gr/m2] Espessura Nominal [mm] Propriedades Mecânicas Resistência à Tração [kN/m] Resistência Puncionamento [N] Propriedades Hidráulicas Abertura de Filtração [mm] Permissividade [s-1] Permeabilidade Normal [cm/s] Largura bobina [m] Comprimento Bobina [m] 200** 1,7 9,5 380 Máx.: 0,23 ­ Min.: 0,13 2,0 0,35 ASTM D 5261 ASTM D 5199 ASTM D 4595 ASTM D 4833 ASTM D 4751 ASTM D 4491 ASTM D 4491

Apresentação da bobina

2,08 10 / 30 / 50 -

* Ensaios realizados antes da acoplagem. ** O geocomposto poderá ser fabricado com diferentes gramaturas de geotêxtil: 300, 400 ou outras sob consulta.

Manual de Geossintéticos ­ 3ª edição

88

FGC 1250/200 Propriedade Drenagem Drenagem Horizontal Vertical Geocomposto FGC 1250/200

Vazão [l/s.m] Pressão 20 kPa 50 kPa 100 kPa 200 kPa / Gradiente 0,01 4,90 x 10-2 4,69 x 10-2 4,52 x 10-2 4,29 x 10-2 1571 810 18,60 1,0 7,93 x 10-1 7,36 x 10-1 6,97 x 10-1 6,71 x 10-1

Método de Ensaio

ASTM D 4716

Gramatura [g/m2] Espessura Nominal [mm] Resistência à Tração [kN/m]

NBR 12568 NBR 12569 NBR 12824

Núcleo do Geocomposto: Geonet* Espessura Nominal [mm] 7 (± 3,93%) 3 Densidade [gr/m ] 0,94 Resistência à Tração [kN/m] 16,60

NBR 12569 ASTM D 792 NBR 12824

Geotêxtil*

Propriedades Físicas Gramatura [gr/m2] Espessura Nominal [mm] Propriedades Mecânicas Resistência à Tração [kN/m] Resistência Puncionamento [N] Propriedades Hidráulicas Abertura de Filtração [mm] Permissividade [s-1] Permeabilidade Normal [cm/s] Largura bobina [m] Comprimento Bobina [m] 200** 1,7 9,5 380 Máx.: 0,23 ­ Min.: 0,13 2,0 0,35 ASTM D 5261 ASTM D 5199 ASTM D 4595 ASTM D 4833 ASTM D 4751 ASTM D 4491 ASTM D 4491

Apresentação da bobina

2,08 10 / 30 / 50 -

* Ensaios realizados antes da acoplagem. ** O geocomposto poderá ser fabricado com diferentes gramaturas de geotêxtil: 300, 400 ou outras sob consulta.

Manual de Geossintéticos ­ 3ª edição

89

FGC 1250 /200T Propriedade Drenagem Drenagem Horizontal Vertical Geocomposto FGC 1250/200T

Vazão [l/s.m] Pressão 20 kPa 50 kPa 100 kPa 200 kPa / Gradiente 0,01 4,60 x 10-2 4,31 x 10-2 4,19 x 10-2 3,98 x 10-2 1467 7,40 17,15 1,0 9,48 x 10-1 7,89 x 10-1 7,23 x 10-1 6,67 x 10-1

Método de Ensaio

ASTM D 4716

Gramatura [g/m2] Espessura Nominal [mm] Resistência à Tração [kN/m]

NBR 12568 NBR 12569 NBR 12824

Núcleo do Geocomposto: Geonet* Espessura Nominal [mm] 7 (± 3,93%) 3 Densidade [gr/m ] 0,94 Resistência à Tração [kN/m] 16,60

NBR 12569 ASTM D 792 NBR 12824

Geotêxtil*

Propriedades Físicas Gramatura [gr/m2] Espessura Nominal [mm] Propriedades Mecânicas Resistência à Tração [kN/m] Resistência Puncionamento [N] Propriedades Hidráulicas Abertura de Filtração [mm] Permissividade [s-1] Permeabilidade Normal [cm/s] Largura bobina [m] Comprimento Bobina [m] 200** 1,35 10 293 0,14 1,48 0,20 ASTM D 5261 ASTM D 5199 ASTM D 4595 ASTM D 4833 ASTM D 4751 ASTM D 4491 ASTM D 4491

Apresentação da bobina

2,08 10 / 30 / 50 -

* Ensaios realizados antes da acoplagem. ** O geocomposto poderá ser fabricado com diferentes gramaturas de geotêxtil: 300, 400 ou outras sob consulta.

Manual de Geossintéticos ­ 3ª edição

90

14. Ensaios & Normas Os ensaios realizados no geocomposto e nos seus componentes geonet e geotêxtil, conforme as normas citadas (métodos de ensaio), que deram origem às especificações listadas nas tabelas do item 13, foram realizados no Laboratório de Geossintéticos da Escola de Engenharia de São Carlos ­ USP (Universidade de São Paulo). 15. Dúvidas Freqüentes O que é geocomposto para drenagem? É um produto que substitui drenos tradicionais de agregados naturais. Possui um núcleo altamente drenante (que substitui a brita) e um filtro (que substitui a areia), ambos fabricados com material sintético. A vantagem é a rapidez de execução, aliada ao benefício destes drenos naturais. Para colocação do geocomposto é necessária mão de obra especializada e ferramentas especiais? Não. A colocação é simples e rápida, bastando desenrolar a bobina sobre a superfície. O geocomposto NORDREN® pode ser usado em dreno na base de aterro sanitário? Sim. Porque o núcleo de geonet de PEAD suporta a carga resultante da deposição do lixo até uma altura de aproximadamente 23 m (veja tabela, item 13), sofrendo pouca variação de sua capacidade drenante. Para alturas de lixo maiores, é recomendável usar uma camada drenante de brita sobre o geocomposto, para atender a drenagem necessária. Além disso, o geotêxtil utilizado pode ser de polipropileno, que é o mais adequado para este tipo de obra. NORDREN® pode ser colocado sob laje de concreto? Sim, porque é capaz de suportar a carga mantendo a capacidade drenante. Quando se usa o NORDREN® não é preciso usar brita e tubo? A brita é dispensável, no entanto, dependendo da quantidade de água a ser drenada, às vezes é preciso usar o tubo. O NORDREN® pode substituir o MacDrain? Sim, em qualquer situação em que a capacidade drenante solicitada for igual. Para esta verificação consulte as tabelas do item 13. Há obras em que foi utilizado o NORDREN®? Sim, há várias obras onde a drenagem com materiais granulares foi substituída pelo NORDREN®. Para maiores informações consulte o departamento comercial.

Manual de Geossintéticos ­ 3ª edição

91

15.1. Sobre o desempenho do NORDREN® Qual é a deformação do NORDREN® quando submetido à carga? Espessura sob Carga (mm) Redução de Espessura (%) Tipo de Geonet do Núcleo Tipo de Geonet do Núcleo GN 900 GN 1250 GN 900 GN 1250 0 kPa 5,39 7,02 20 kPa 5,278 6,455 2,08 % 8,05 % 50 kPa 5,237 6,379 2,84 % 9,13 % 100 kPa 5,225 6,365 3,06 % 9,33 % 200 kPa 5,203 6,354 3,47 % 9,49 % Devido a pouca deformação de compressão, a capacidade drenante é pouco afetada, veja tabelas do item 13. Carga

Quantos quilos o geocomposto NORDREN® agüenta? O valor da carga, que o geocomposto suporta é função da compressibilidade do núcleo, que é a geonet. Pelos resultados dos ensaios realizados no Laboratório de Geossintéticos da Escola de Engenharia de São Carlos ­ USP, o geocomposto NORDREN® DGC 1250/130T submetido a uma carga de 10 tf/m2 (100 kPa) na posição horizontal, que é a mais desfavorável, terá uma capacidade drenante de 270 l/h (7,50 x 10-2 l/s), conforme consta da tabela de propriedades no item 13. O geocomposto pode entupir com o tempo? O geotêxtil atua como elemento filtrante retendo as partículas de solo, enquanto o fluído passa para o interior do geocomposto. Recomenda-se cuidado na instalação, para que o geotêxtil não tenha contato com lama, a qual poderá diminuir sua capacidade filtrante. O geocomposto NORDREN® impermeabiliza? Não. O geocomposto NORDREN® drena. No entanto, pode ser usado junto a um sistema de impermeabilização, para escoamento rápido da água, contribuindo para o melhor desempenho para impermeabilização.

Manual de Geossintéticos ­ 3ª edição

92

16. Eficiência Drenante do NORDREN®

Aplicação em Coberturas de Valas de Resíduos / Coberturas de Aterros Sanitários

A eficiência drenante do Nordren é medida pela sua capacidade de coletar e conduzir fluido ou gás proveniente do solo em contato com o mesmo. No caso de coberturas de valas de resíduos / cobertura de aterros sanitários, a eficiência deve ser verificada conforme a seqüência abaixo apresentada. Na figura, a seguir, está esquematizada uma cobertura genérica de vala de resíduos, que pode ser tanto um aterro sanitário, um aterro industrial, como uma vala isolada de resíduos. Neste caso, a água que o geocomposto terá que drenar será proveniente da camada de ® solo da cobertura de 60 cm de espessura e com inclinação 1V:4H. Na figura, o Nordren é o conjunto geonet + geotêxtil.

®

16.1. Vazão de contribuição resultante do solo de cobertura A vazão de contribuição unitária do solo de cobertura é determinada a partir da permeabilidade do solo, do gradiente hidráulico do dreno e de um fator de segurança adequado. Entram também nesta determinação, a espessura do solo de cobertura e o índice pluviométrico necessário para saturar esta camada de solo. Neste exemplo serão considerados taludes de 50 e de 120 metros de comprimento e o tipo de solo, como sendo uma areia argilosa. A vazão, por metro quadrado de cobertura, será calculada utilizando a lei de Darcy, válida para solos, devido ao fluxo através destes ser considerado laminar: Qs = ks . i. A Sendo: ks = coeficiente de permeabilidade do solo = 10-4 cm/s i = gradiente hidráulico = 0,25 (inclinação do talude da cobertura = 1V:4H) A = 1 m2 Qs = 10-6 m/s. 0,25 . 1 m2 = 0,25 . 10-6 m3/s = 0,25 . 10-3 l/s

Manual de Geossintéticos ­ 3ª edição

93

A vazão total por metro linear, ao longo do talude a ser drenado será: · para comprimento de 50 metros: Qst = 0,25 . 10-3 l/s. m2 . 50 m = 0,0125 l/s.m · para comprimento de 120 metros: Qst = 0,25 . 10-3 l/s. m2 . 120 m = 0,03 l/s.m Para a situação mais crítica de gradiente i = 1, a vazão total por metro linear, ao longo do talude será : · para comprimento de 50 metros: Qst = 10-6 m/s. 1 . 1m2 . 50 m = 0,05 l/s.m · para comprimento de 120 metros: Qst = 10-6 m/s. 1 . 1m2 . 120 m = 0,12 l/s.m

®

16.2. Vazão a ser drenada pelo Geocomposto Nordren 16.2.1. Determinação da tensão de compressão (ou da pressão) que a camada de cobertura exerce sobre o geocomposto

P = s . es = 19 kN/m3 . 0,62 m = 11,78 kN/m2 = 11,78 kPa Sendo: s = peso especifico do solo compactado = 19 kN/m3 es = espessura do solo de cobertura = 0,60/cos 14,04o = 0,62 m 16.2.2. Determinação do gradiente hidráulico A inclinação do talude = 25 % (1V:4H ) corresponde a: i = 0,25 16.2.3. Escolha do tipo de geocomposto mais apropriado para a obra em questão Esta escolha é realizada em função dos seguintes parâmetros já determinados: - pressão aplicada no geocomposto: 11,78 kPa - gradiente hidráulico: i = 0,25 - vazão proveniente da camada de cobertura considerando a situação mais crítica, que é a de gradiente = 1,0:

Manual de Geossintéticos ­ 3ª edição

94

· comprimento de 50 metros: Qst = 10-6 m/s. 1 . 1m2 . 50 m = 0,05 l/s.m · comprimento de 120 metros: Qst = 10-6 m/s. 1 . 1m2 . 120 m = 0,12 l/s.m Tomando-se o maior valor da vazão = 0,12 l/s.m e supondo: - a pressão aplicada como 20 kPa, ao invés dos 11,78 kPa calculados, e - o gradiente i = 0,50, ao invés de 0,25 podem ser utilizados os seguintes tipos de Nordren: - DGC 900/130T (vazão nas condições de pressão e gradiente acima: 0,17 l/s.m) - DGC 1250/130T (vazão nas condições de pressão e gradiente acima: 0,81 l/s.m) - DGC 900/200T (vazão nas condições de pressão e gradiente acima: 0,52 l/s.m) - DGC 1250/200T (vazão nas condições de pressão e gradiente acima: 0,69 l/s.m) - DGC 1250/200 (vazão nas condições de pressão e gradiente acima: 0,31 l/s.m) Os valores das vazões entre parêntesis foram obtidos em ensaio, conforme a norma ASTM D 4716. A primeira vista, o tipo de Nordren mais adequado, economicamente falando, seria o DGC 900/130T, que apresenta vazão de 0,17 l/s.m, quando submetido a uma pressão de 20 kPa e gradiente de 0,50. No entanto, o fator de segurança (FS) em relação à vazão, que deverá ser drenada é de apenas 1,38 (0,166/0,12), o qual é muito baixo. No caso de coberturas de aterro, é recomendável adotar os seguintes FS mínimos, conforme a tabela 7-1 do capítulo 7 do MBG ­ ABINT, 2204: Fsin = fator de redução devido à intrusão do geotêxtil filtrante no núcleo drenante = 1,4 FSfl = fator de redução devido à deformação por fluência do núcleo drenante ou do geotêxtil filtrante = 1,2 FScpq = fator de redução devido à colmatação química e/ou precipitação química no núcleo drenante = 1,1 FScb = fator de redução devido à colmatação biológica do núcleo drenante = 1,2 Portanto, o fator de segurança adequado, neste caso, deve ser no mínimo: FS = 1,4 . 1,2 . 1,1 . 1,2 = 2,22 Assim sendo, a vazão do geocomposto terá que ser no mínimo: 0,12 . 2,22 = 0,266 l/s.m, a qual é satisfeita, para este item, por qualquer um dos seguintes tipos de geocomposto Nordre: DGC 1250/130T, DGC 900/200T, DGC 1250/200T, DGC 1250/200. 16.3. Verificação da capacidade de filtração do geotêxtil componente do Geocomposto ® Nordren O geotêxtil do geocomposto funciona como filtro da água proveniente do solo da cobertura, portanto é importante verificar a capacidade filtrante do mesmo. Nesta verificação o geotêxtil deve satisfazer dois critérios: permeabilidade e retenção. 16.3.1. Critério de permeabilidade A permeabilidade inicial do filtro geotêxtil deve ser maior do que a do solo (no mínimo igual), para que não haja perda de carga. Deve ser usado um fator de segurança adequado, que varia em função do tipo de solo e das condições de aplicação do filtro. Utilizando-se o critério de permeabilidade do CFGG (Comitê Francês de Geotêxteis e Geomembranas), para esta verificação tem-se:

Manual de Geossintéticos ­ 3ª edição

95

kn > eg . 10n . ks sendo: eg = espessura do geotêxtil (mm) ks = permeabilidade do solo (cm/s) kn = permeabilidade normal do geotêxtil (cm/s) n = 4 (condição de gradiente baixo, solo de baixa permeabilidade, silto-argilosos) O solo de cobertura está sendo considerado como uma areia siltosa, com permeabilidade de 10-4 cm/s. Verificação dos Geotêxteis usados no Geocomposto Nordren quanto ao critério de permeabilidade Espessura Permeabilidade Permeabilidade Geotêxtil não-tecido mm mínima requerida normal do Geotêxtil eg . 10n . ks (cm/s) kn (cm/s) -2 130T 0,95 9,5 x 10 2 x 10-1 200T 1,35 1,35 x 10-1 2 x 10-1 -1 200 1,70 1,70 x 10 3,5 x 10-1 Portanto, os três geotêxteis acima atendem ao critério de permeabilidade.

®

16.3.2. Critério de retenção O primeiro passo da verificação do critério de retenção é a análise da auto-estabilidade do solo. Nesta condição, as partículas mais grossas do solo retêm as partículas menores e estas, por sua vez, retêm as partículas menores ainda, e assim por diante, permitindo a formação de um pré-filtro estável. Para esta verificação é preciso ter a curva granulométrica do solo de cobertura, obtida em ensaio de peneiramento. Pelo critério de Chen, o procedimento é o seguinte: D50s > D85s / 5 0,08 > 0,2 /5 0,08 > 0,04 Ok D35s > D50s / 5 0,018 > 0,08 /5 0,018 > 0,016 Ok D15s > D35s / 5 D15s > 0,018 / 5 D15s > 0,0036 não Ok Sendo: D50s = diâmetro das partículas do solo, tal que 50% (em peso) de todas as partículas, deste solo, são inferiores a ele. A mesma definição se aplica para os D85, D35 e D15, relativos a 85%, 35% e 15% respectivamente. Supondo que, pela curva granulométrica do solo obteve-se os seguintes valores: D85s = 0,2 D50s = 0,08 D35s =0,018 D15s = não definido pela curva, ou seja, este valor inexiste para o solo em análise. Conclui-se que o solo é parcialmente estável. O segundo passo da verificação do critério de retenção é verificar se o geotêxtil atende a um dos critérios de retenção disponíveis na literatura. A escolha deste critério é função das condições da obra onde o geotêxtil será aplicado. Neste caso, usaremos o critério do CFGG (Comitê Francês de Geotêxteis e Geomembranas), conforme o capítulo 5 do MBG ­ ABINT, 2004:

Manual de Geossintéticos ­ 3ª edição

96

O95 < C . D85s Sendo: O95 = diâmetro ou abertura de filtração do geotêxtil determinada em ensaio de laboratório. D85s = diâmetro das partículas do solo, tal que 85% (em peso) de todas as partículas, deste solo, são inferiores a ele. C = C1 . C2 . C3 . C4 C1 = fator granulométrico (1,0 para solos bem graduados e 0,8 para solos uniformes) C2 = fator de adensamento (1,25 para solos densos e confinados e 0,8 para solos fofos e não-confinados) C3 = fator hidráulico (1,0 para gradiente < 5; 0,8 para gradiente entre 5 e 20 e 0,6 para gradiente entre 21 e 40 ou para fluxo reverso) C4 = fator de função (1,0 para função somente de filtro e 0,30 para função de filtro e de dreno) D85s = 0,2 C = 1,0 . 0,8 . 1,0 . 1,0 = 0,8 O95 < 0,2 . 0,8 <0,16 mm Verificação dos Geotêxteis usados no Geocomposto Nordren quanto ao critério de retenção Diâmetro de Critério de Geotêxtil não-tecido Filtração retenção mm 130T 0,16 Não Ok 200T 0,14 Ok 200 0,13 Ok

Somente os geotêxteis 200T e 200 atendem ao critério de retenção. ®

16.4. Conclusão sobre a escolha do Geocomposto Nordren mais apropriado para ser usado numa cobertura de vala de resíduos / cobertura de aterro sanitário ® De acordo com as verificações efetuadas os geocompostos Nordren DGC 900/200T, DGC 1250/200T e DGC 1250/200 atendem a todos os requisitos necessários para uma obra deste tipo. 16.5. Referência Bibliográfica 16.5.1. MBG - Manual Brasileiro de Geossintéticos ­ ABINT ­ Editora Edgard Blücher ­ 2004. 16.5.2. Laudos no. 126,133, 140, 141, 189, 190, 194, 195, 196, 205, 206, 215, 216 do ano de 2004 e no. 10, 11, 12 de 2005, do Laboratório de Geossintéticos da Escola de Engenharia de São Carlos - USP ­ Departamento de Geoctenia.

®

Manual de Geossintéticos ­ 3ª edição

Information

Manual do Geocomposto

36 pages

Find more like this

Report File (DMCA)

Our content is added by our users. We aim to remove reported files within 1 working day. Please use this link to notify us:

Report this file as copyright or inappropriate

565911