Read Protocolo%20-%20Destilador%20solar.pdf text version

EXPERIÊNCIA GLOBAL - ÁGUA, UMA SOLUÇÃO QUÍMICA

Destilador Solar

Introdução: A água é a única substância encontrada naturalmente nos três estados de agregação da matéria: líquido, sólido e gasoso. O calor solar promove a fusão da água sólida, o gelo, para a sua forma líquida e a evaporação da água em vapor, que poderá ir para a atmosfera e formar nuvens. Cerca de 97% da água no nosso planeta encontra-se nos oceanos, formando uma solução salina não-potável. Os outros 3% de água também poderão estar contaminados e necessitar de tratamentos para tornar a água mais pura. A evaporação seguida da condensação e recolha do vapor é o procedimento recomendado para, eficientemente, separar água de matéria dissolvida nãovolátil, purificando-a. Este processo pode ser conseguido através da destilação assistida por aquecimento convencional (chama ou termo-eléctrica), porém, soluções amigas do ambiente como o destilador solar, que pode ir de modelos simples feitos com materiais comuns até aparatos profissionais de grande porte, podem ser utilizadas com sucesso. Objectivos: A partir de uma amostra de água, pretende-se que os participantes observem a evaporação, condensação e recolha de água mais pura, através de um destilador solar.

Material e reagentes: o Amostras de água recolhidas no concelho de Grândola (solução preparada com água canalizada e sal de cozinha, praias, ribeiras, lagoas) o Caixa de Petri o Funil de vidro o Vidro de relógio o Proveta o Balança analítica

Amostra de água Material isolante

Vidro de relógio

Funil de vidro

Caixa de Petri

Procedimento experimental: 1. Medir o volume, em mililitro/mL, da amostra de água inicial (Vi). 2. Medir a massa, em gramas/g, do vidro de relógio (mv). 3. Colocar a água no vidro de relógio e medir a massa (mi), não esquecendo de retirar a tara. 4. Medir a massa da caixa de Petri antes da montagem do destilador (mvazio) 5. Montar o destilador solar, de acordo com a figura acima representada. 6. Esperar até que a água evapore e o vapor de água condensado seja recolhido na caixa de Petri. Medir a massa da caixa de Petri com a água recolhida (mcheio) 7. Medir a massa da água recolhida (mr), por diferença entre a massa da caixa de Petri vazia e cheia (mr = mcheio ­ mvazio). 8. No caso de ter ocorrido evaporação total da amostra inicial, pesar o vidro de relógio com o depósito sólido (mvd). 9. Calcular massa do depósito sólido (md = mvd ­ mv). 10. Calcular a salinidade da água inicial (S = (md / mi) x 1000). 11. Medir o volume da água recolhida (Vr). 12. Calcular o rendimento (h) do destilador solar: h = (Vr/Vi) x 100% 13. Preencher a tabela com os dados recolhidos.

Revisão científica: Prof. Doutora Filomena Camões Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa (DQB-CCMM) International Union of Pure and Applied Chemistry (IUPAC) Vice-presidente da Divisão de Química Analítica; Membro do grupo de trabalho para a Experiência Global - "Água, uma solução química" (IYC 2011)

Information

3 pages

Report File (DMCA)

Our content is added by our users. We aim to remove reported files within 1 working day. Please use this link to notify us:

Report this file as copyright or inappropriate

195062

Notice: fwrite(): send of 196 bytes failed with errno=104 Connection reset by peer in /home/readbag.com/web/sphinxapi.php on line 531